Administração e Negócios

Cultura Organizacional: Premissas que determinam uma identidade

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Toda sociedade possui costumes, tradições e crenças que moldam e estruturam a sua cultura.

Uma cultura surge quando um determinado grupo inventa premissas que permitem o desenvolvimento do processo de aprendizagem e de solução de problemas, e que funcionam bem o suficiente a ponto de serem considerados padrões válidos para serem repassados a novos membros do grupo como princípios para perceber, pensar, sentir e agir.

Nas empresas o termo é explorado em um sentido mais antropológico, pois está relacionado com lado humano da organização, qual possui comportamentos, práticas, símbolos, valores, políticas, hábitos e princípios interagindo como um todo.

Esse conjunto de variáveis que formam a cultura organizacional, tem como objetivo orientar os indivíduos de uma organização, atuando como diretriz que determinará a ação das pessoas e suas atividades.

Vista de dentro da empresa, a cultura funciona como uma série de normas e atitudes que envolvem as pessoas que trabalham nela, pois além de direciona-las a agir de maneira correta, a cultura organizacional também serve para orientá-las sobre como interagir entre si, com clientes e demais interessados nos negócios.

É correto afirmar que cada organização possui a sua própria cultura, pois cada empresa tem suas particularidades e diversidades, criando assim uma identidade que de certa forma a torna única.

Pode até não parecer, mais a cultura organizacional começa a ser definida a partir do momento que se tem uma ideia de negócio, pois é inevitável pensar em formas de colocá-la em prática, e para tanto, usamos da cultura a qual estamos inseridos.

Ao determinar a marca ou um logotipo, já é possível observar o símbolo que estará presente no conjunto. Ao determinar como serão executados os processos operacionais, está sendo determinado também os hábitos que as pessoas terão para com as suas atividades. Ao estabelecer normas e procedimentos, estará também sendo determinado os valores e princípios em que a organização acredita, e logo a empresa terá sua identidade.

Fazer com que a cultura organizacional seja disseminada para todas as pessoas da empresa é um papel de liderança, pois é preciso sempre aumentar o grau de conscientização dos funcionários a respeito dela. O líder a partir de suas habilidades e competências, inspira e motiva as pessoas por meio de seus atos, por isso pode ser considerado como um balizador da cultura organizacional.

Quando o profissional compreende a finalidade das regras que moldam a cultura da empresa, ele tende a ficar mais motivado para colocá-la em prática.

Por isso é de extrema importância esclarecer os objetivos da empresa para toda a equipe, e porque se comportar de maneira condizente com a cultura organizacional, além é claro de evidenciar que ela é capaz de melhorar o desempenho e resultados, tanto individual, quanto da empresa como um todo.

Nos encontramos na próxima edição! Bons Negócios.

Últimos posts por Eleandro Soares (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Administração é uma ciência, mas é também uma arte
Erros fatais que destroem qualquer empreendimento | Parte 01
2015: O ano do Administrador no Brasil