As celebrações da Igreja Católica no município continuam sendo realizadas sem a participação dos fiéis e são transmitidas através do Facebook e das rádios. (Fotos: Éber Deina /Gazeta Informativa)

Na sexta-feira, dia 1º de maio, a Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul lançou um novo decreto, contendo normas referentes às medidas de enfretamento da pandemia do novo coronavírus em nossa cidade. O decreto municipal nº 919/2020 altera a consolidação das medidas de segurança relativas à prevenção e transmissão comunitária do vírus, bem como revê e estabelece medidas complementares, baseadas na Nota Técnica nº 1 DIR/6ª da Regional de Saúde, datada de 14 de abril e reeditada no último dia 30. Confira abaixo os principais pontos levantados pelo decreto.

O trânsito de indivíduos entre municípios

Através do novo decreto, a redação de alguns artigos referentes à circulação de pessoas entre o município de São Mateus do Sul e as demais localidades foi atualizada. Toda pessoa que retornar de algum local com casos confirmados de contaminação pelo Covid-19, deverá ficar em isolamento domiciliar durante o período mínimo de 14 dias, independentemente da manifestação de sintomas e com comunicação obrigatória à Secretaria Municipal de Saúde para realização de monitoramento.

Aqueles indivíduos que contratarem trabalhadores que residem fora dos limites do nosso município, deverão assegurar que os mesmos permaneçam em isolamento domiciliar durante 14 dias, bem como que sejam acompanhados pelos profissionais da saúde (mesmo sem a manifestação de sintomas) e monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde.

A Nota Técnica nº 1 DIR/6ª da Regional de Saúde

O decreto municipal endossou as estratégias possíveis da Medida de Distanciamento Social (MDS) proposta pelo Ministério da Saúde e pela Nota Técnica. Essas estratégias são separadas em 3 categorias distintas. O bloqueio total (lockdown) consiste no nível mais alto de segurança, cabível em situação que ameace o Sistema de Saúde, onde o perímetro é bloqueado e isolado, permitindo a reorganização do sistema. O Distanciamento Social Ampliado (DSA) refere-se às pessoas com doenças crônicas (diabetes, cardiopatias, etc.) ou em condições de risco. Por fim, o Distanciamento Social Seletivo (DSS) é destinado aos indivíduos com idade inferior a 60 anos e que não são consideradas do grupo de risco. Esse último grupo pode circular livremente, observando as regras de distanciamento social e cuidados com a higiene.

As atividades religiosas

As atividades religiosas de qualquer natureza foram liberadas pelo novo decreto. Elas devem acontecer em conformidade com as orientações de segurança da Secretaria Municipal da Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde. De acordo com informações prestadas pelas secretarias da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e da Paróquia São Mateus, as missas continuam sendo realizadas apenas com transmissão on-line, sem a presença dos fiéis. Ambas fazem parte da Diocese de União da Vitória e seguem as regulamentações estabelecidas pela hierarquia organizacional da Igreja Católica.

As atividades suspensas

A autorização de funcionamento às atividades do comércio local e da prestação de serviços (como restaurantes, lojas e bancos) fica vinculada às medidas de higiene, distanciamento social e lotação máxima permitida nos ambientes, já estabelecida anteriormente através de decreto municipal.
Algumas atividades permanecem com o funcionamento suspenso. É o caso de casas noturnas, bares, salões de festa, clubes e associações recreativas.

Dentre as atividades esportivas que não estão permitidas, destaca-se a prática do futebol society, praticado em quadras de grama sintética como a do Ginásio Polacão em São Mateus do Sul.

Apenas a prática esportiva que não implique em contato físico e aglomeração é respaldada. Esportes que exigem contato físico entre os participantes, como futebol em quadra society, futebol de campo ou suíço, futsal, handebol, voleibol, basquetebol, artes marciais (salvo aulas individuais), etc. permanecem suspensas.

O uso de máscaras

A utilização de máscaras na contenção da pandemia do coronavírus é uma das alternativas propostas pelas diferentes entidades governamentais de saúde. O artigo nº 43 do decreto reforça o perigo de uma contaminação sem sintomas e estabelece o uso obrigatório de máscaras para todas as pessoas que estiverem fora de suas residências, exercendo atividades de circulação e trabalho, enquanto o cenário da pandemia fazer parte da realidade.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
27° Batalhão de Polícia Militar implantado em União da Vitória vai beneficiar São Mateus do Sul
Semana de Declaração Anual do Simples Nacional acontece em São Mateus do Sul
Dia do Trabalhador será marcado por torneio de futebol em São Mateus do Sul