Esporte

Demonstrações de artes marciais são realizadas em evento aberto ao público

Foto: Felipe Chico

Foto: Felipe Chico

Em São Mateus do Sul, há dois anos, o dia 11 de abril, foi instituído o Dia das Artes Marciais, com o intuito de reconhecer e divulgar os esportes que estão a cada dia conquistando mais seguidores na cidade. A partir daí, a data vem sendo lembrada com a realização de eventos, que são organizados pelos professores de artes marciais do município, com apoio do Clube dos Empregados da Petrobras (Cepe), Secretaria Municipal de Esporte e Turismo (Smetur) e Ecológica, e todas as academias de artes marciais da cidade.

Quem trouxe a ideia do Dia das Artes Marciais para São Mateus do Sul foi o mestre Edecir Martins, conhecido como Fanthum, o qual ficou 5 anos na cidade. Hoje, ele está em Belo Horizonte. Fanthum criou a mesma data em outras cidades que morou, como Ouro Preto e Belo Horizonte, outras cidades, como Curitiba, Lapa, Lagoa Santa (MG) aderiram a mesma data e ideia.

Neste ano, dia 09 de abril, a partir das 14h, aconteceu a terceira edição do evento, em alusão a data comemorativa, no Ginásio Municipal de Esportes Olívio Wolff do Amaral, onde o tatame foi montado. No evento, foram realizadas demonstrações de capoeira, muay thai, boxe olímpico, jiu-jitsu, taekwondo, boxe chinês e MMA. O evento não teve fins lucrativos, portanto, não foi cobrado ingresso.

De acordo com Alersom Myszak, um dos organizadores e instrutor de boxe chinês, o evento teve como objetivo unir as diferentes modalidades “e mostrar que podemos aprender muito umas com as outras e mostrar as pessoas de nossa cidade, que a arte marcial é maravilhosa, é boa para qualquer idade, é saudável e cria laços de amizades enormes. Queremos destruir qualquer preconceito que tiver sobre a arte marcial, mostrar que não geramos violência, que oferecemos autocontrole, confiança e disciplina”, relata.

Segundo Alersom, o evento superou as expectativas. “Desde seu início e após seu término só ouvi elogios, dos que assistiram e participaram, mesmo daqueles que só viram por fotos ou vídeos deixaram seus elogios, muitos já querem participar do próximo, inclusive de outras cidades, e nossa intenção é continuar a realizar esse trabalho e tentar inserir para o conhecimento de toda a população a arte marcial, aos poucos encantando aos montes”, destaca.

Alersom explica que artes marciais são sistemas para treinamento de combate, que além de um treinamento militar, policial ou defesa pessoal, também é um desporto de combate, como existem várias escolas, ou modalidades cada um tem seus ensinamentos, seu métodos, que são deveres antigos e foram aprimorados com o tempo, qual desenvolvem o físico, a mente e o espírito.

Portanto, existem muitas razões para praticar artes marciais. “Primeiro que toda arte marcial exige disciplina e respeito, qual os alunos levam para seu dia a dia, para a sua casa. Já ouvi diversos pais, professores falando sobre a mudança de comportamento de filhos e alunos. Eles mudaram, pois começaram a se dedicar, a se espelhar nos alunos mais graduados e nos professores. Eles aprendem a respeitar mais, independente da pessoa e os defeitos que a sociedade colocou nelas”, explica.

Ainda segundo Alersom, a arte marcial, faz a pessoa se socializar mais, a ser mais determinada e persistente. “Fazem os hiperativos a se controlarem mais, fazem os tímidos diminuírem a timidez. A arte marcial combate o stress, ajuda contra depressão. Aquele que começa a gostar da arte marcial não consegue mais a deixar”.

Em São Mateus do Sul, conforme Alersom, existe uma boa quantidade de pessoa que pratica artes marciais, “mas queremos melhorar isso, queremos que as pessoas vejam o benefício em treinar uma arte marcial. Outra coisa, não existe a melhor arte marcial, e sim o melhor aluno. É só escolher aquela que te agrada, experimente ela, veja se ela faz teus olhos brilharem e se agarre a ela”, conclui.

Redação

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Samas Fit incentiva o hábito saudável da comunidade são-mateuense
Palmeiras do Rio das Pedras é vencedor invicto da Taça Planalto 2018
I Copa Odemira Cunha de Futsal consagra os 20 anos de atuação da Escolinha do Tio Odiles