Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Desenvolvimento do Território Iguaçu: Sebrae/PR e parceiros, projetam empreendedorismo e crescimento

A alavanca do crescimento trava na falta de incentivos e burocracia. Porém, grupo constituiu matriz, via SEBRAE/PR, para mudar quadro e desenvolver. (Fotos: Sidnei Muran/Gazeta Informativa e Divulgação)

A alavanca do crescimento trava na falta de incentivos e burocracia. Porém, grupo constituiu matriz, via Sebrae/PR, para mudar quadro e desenvolver. (Fotos: Sidnei Muran/Gazeta Informativa e Divulgação)

Sabe aquela ideia de comprar um telefone de última geração que acessa internet, redes sociais, tem localizador via satélite, televisão, rádio e outras funcionalidades, mas o usuário apenas faz ligações desse aparelho. É uma teoria bem evidente comparar o potencial regional e sua utilização nessa mesma plataforma, entre o que existe à disposição e o que realmente se usufruí.

O Sebrae/PR e o Comitê de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas do Território do Iguaçu (Comitê MPE Iguaçu) foram os responsáveis pela constituição do Projeto de Desenvolvimento do Território Iguaçu, que tem São Mateus do Sul no centro da região. A iniciativa reúne empreendedores e promove capacitação pelo Programa Sebrae de Liderança – Escola de Desenvolvimento de Líderes.

Autoridades de todo esse território (formado por nove municípios), além de membros da sociedade regional, foram recepcionados pela diretora geral da Uniguaçu, Marta Borges Maia, em União da Vitória na noite de terça-feira (14/03) para lançamento oficial do projeto. Além das duas cidades, Bituruna, Cruz Machado, General Carneiro, Paula Freitas, Porto Vitória, Paulo Frontin e Antonio Olinto completam o conjunto de cidades.

A instituição, e sua diretora, também fazem parte do grupo de líderes do território. No evento, quatro projetos elaborados durante a Escola de Líderes foram apresentados: Plano de Desenvolvimento Regional Integrado, Turismo Integrado, Comitê de Desenvolvimento das MPEs e Ecossistema de Inovação.

Essa ação, além da Uniguaçu, tem respaldo e apoio da Federação das Associações Empresariais e Comerciais do Paraná (Faciap), Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Centrosul do Paraná (Cacesul) e das prefeituras municipais de União da Vitória, Bituruna e São Mateus do Sul. Também envolvendo outros municípios do sul paranaense e Porto União/SC.

Visão logística

O evento, também, teve palestra com o diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini. “Hoje a noite foi, não vou dizer surpreende, porque a gente estava acompanhando esse trabalho e desenvolvimento”, comemora. “Foi uma grata alegria compartilhar dessas apresentações”, afirmou.

Desenvolvimento de setores estratégicos, superar a burocracia e potencializar as mentes pensantes são as diretrizes orientadas pelo diretor. “Por isso estamos juntos, para melhorar o ambiente de negócio e gerar mais emprego e renda”, salienta. Disso a constituição do projeto.

A linha de trabalho e aperfeiçoamento do setor, ligado especialmente aos micros e pequenos empresários, institui, em União da Vitória, escritório de articulação para atender aos nove municípios e auxiliar empreendedores. “Temos grandes oportunidades para desenvolver pequenos negócios”, detalha.

Na gestão

O apoio do Poder Público é fundamental, de acordo com Julio Cezar Agostini. Junto disso, a instalação de comitê local. A perspectiva é que, por meio das entidades de classe organizadas e gestões municipais, três cidades: São Mateus do Sul, União da Vitória e Bituruna, constituam esse apoio ao empreendedor. O objetivo principal é fornecer suporte e superar a burocracia.

O prefeito de São Mateus do Sul, Luiz Adyr Gonçalves Pereira (PSDB), assim como os prefeitos de União da Vitória, Santin Roveda (PR), e Bituruna, Claudinei de Paula Castilho (PSDB), participaram da atividade promovida. Também representantes dos demais municípios, estudantes e o deputado estadual Hussein Bakri (PSD).

“Para fortalecer os nossos municípios precisamos fortalecer a região como um todo”, observa Luiz Adyr. O prefeito entende a importância da integração entre as cidades, em parceria com entidades ligadas ao setor de negócios, comércio e turismo. “Precisamos de um amplo diálogo, entre nós e os setores empresariais e produtivos no sentido de encontrar soluções para o desenvolvimento.”

Superar a burocracia, de acordo com Luiz Adyr é outra tratativa primordial. “Isso atrapalha o desenvolvimento”, justifica. “Essa burocracia tem que acabar. As coisas têm que fluir mais rapidamente para constituir um desenvolvimento na região”, acrescenta.

O prefeito são-mateuense acredita que, a participação dos prefeitos, a integração entre os gestores públicos e classes empresariais e entidades, precisa de incentivo para que bons projetos possam ter força e seguir avante.

Formação e futuro

Anfitriã do local de apresentação e recepção das autoridades, a diretora geral da Uniguaçu, Marta Borges Maia, salienta que esse projeto apresentado pelo Sebrae, é fundamental. “Nós como instituição de ensino já atuamos neste segmento desde 2010”, frisa.

Conforme a diretora, o espírito empreendedor precisa estar presente nos acadêmicos. “É isso que o mercado de trabalho precisa e requer”. Nessa concorrência por postos de trabalho, os alunos têm de sair prontos para atuar. “Preparados para o mercado. É o nosso compromisso com a sociedade”, frisa.

Promotores e ações

“Foi mais um exemplo que é necessário uma sociedade organizada e participativa para fazer acontecer. Parabéns a todos empresários e empreendedores que participaram da formação. Devemos enaltecer e incentivar iniciativas assim”, analisou o diretor da Cultura Sul FM, Emerson Bacil, após o evento. “São Mateus do Sul está em uma situação geográfica privilegiada, encontra-se no centro de nossa microrregião’.

O novo acesso, entre cidades vizinhas, em sua opinião precisa de entendimento mais audacioso e visionário. “Devemos voltar nossas atenções, neste momento, para a obra de asfaltamento da PR 364 que liga nossa cidade com Irati. Este investimento será grandioso e fará uma nova ligação de duas importantes rodovias, a BR 277 e a BR 101”, explica.

Essa nova rota pode, por exemplo, desviar o trânsito de veículos, vindos da região de Cascavel, Foz do Iguaçu e Mercosul, por São Mateus rumo ao litoral catarinense, Blumenau e outras cidades. A distância é parecida, mas evita o congestionamento curitibano, via BR 101, aliviando o fluxo.

“Neste sentido, ainda não se sabe a dimensão e alcance desta obra, mas de uma maneira macro será uma das melhores e maiores para região. Pois a consequência será novos negócios e investimentos que irão colaborar com o tão sonhado desenvolvimento da região”

Desenvolvimento e Empreendedorismo

Uma comitiva com mais de 25 são-mateuenses composta por representantes da CDL, do NDE, da ACIA, do poder público municipal, empresários entre outros, esteve presente.

Uma comitiva com mais de 25 são-mateuenses composta por
representantes da CDL, do NDE, da ACIA, do poder
público municipal, empresários entre outros, esteve presente.

“O desenvolvimento regional é interesse de todos e por isso mesmo, acontece também pelo envolvimento de toda a sociedade. Por isso, foi muito bom ver tantos líderes reunidos neste evento, pensando não somente como município, mas também como um território”, avalia a integrante do Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo (NDE) de São Mateus do Sul, Ingrid Eliane Hoch Ulbrich.

“Sinto-me feliz ao ver São Mateus do Sul fazendo parte desse grande projeto de desenvolvimento ao compor com os nove municípios do Vale do Iguaçu e ver a presença de seus prefeitos, em especial o nosso prefeito Dr. Luiz Adyr”, festeja.

Ingrid Ulbrich analisa que ‘os objetivos, as dificuldades e os pilares ao desenvolvimento’ apontados na reunião vêm de encontro com a perspectiva do NDE. “Os seus integrantes sentiram que o Núcleo será um agente local que será absorvido nos trabalhos do Sebrae, cujos objetivos são os mesmos, sendo de grande valia para o sucesso deste belo projeto”, completa.

Rumo ao futuro

“Acho magnífico, grandioso”, opina o presidente da Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL) de São Mateus do Sul, Márcio Luis Staniszewski. Ele destaca a importância do Sebrae/PR no cenário de parcerias, com foco ao desenvolvimento. Aliado, agora, ao MPE que traz o apoio necessário às entidades. “Também fiquei muito feliz porque o NDE já vem com esse objetivo. Casamento perfeito”, comemora.

O presidente da CDL entende que a formação de líderes é outro elemento importante no aperfeiçoamento dos empreendedores e qualificação de virtudes, como senso crítico, ideias inovadoras e inspiradoras, entre outras. Nesse contexto, ainda, Márcio compreende que a aproximação do Sebrae com o Poder Público é outro fator importante, sobretudo nos quesitos de gestão serena e empreendedora. Também valorizando e capacitando empresários locais, pequenos e micros, em especial.

Um dos quesitos, ligados ao desenvolvimento regional, segundo o presidente da CDL, é atrair visitantes para o Território Vale do Iguaçu. “Lugar magnífico, povo acolhedor, resgate das culturas colonizadoras e paisagem deslumbrante”, ressalta. O êxito, nesse fortalecimento regional, tende a trazer prosperidade em todos os sentidos. “O trabalho é árduo! Pois, requer as qualidades de um líder”, afirma Márcio Staniszewski.

Sidnei Muran

Sidnei Muran

Jornalista (MTB 7597 DRT/PR), formado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), pós-graduado em História e Cultura pela Unespar – campus de União da Vitória e Licenciado em História pela Unespar – campus de União da Vitória.
Sidnei Muran
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: