Cidade

Dia da Liberdade de Impostos em São Mateus do Sul é sucesso absoluto

(Fotos: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)


Foi realizada na quinta-feira, 21 de maio, em diversas cidades do Brasil, a ação denominada Dia de Liberdade de Impostos (DLI), uma iniciativa em nível nacional do movimento “Mais Brasil, Menos Impostos”, com participação nas cidades das CDLs Jovens.

 A ação teve início às 13 horas, porém as filas nas proximidades dos postos começaram a partir das 11 horas da manhã

A ação teve início às 13 horas, porém as filas nas proximidades dos postos começaram a partir das 11 horas da manhã

Conforme o coordenador geral da CDL Jovem, de São Mateus do Sul, Felipe Samistraro Staniszewski, o DLI foi criado em 2007 pela CDL Jovem de Belo Horizonte. “Esta é uma data simbólica, que marca o período em que paramos de trabalhar para o governo, mediante pagamentos de impostos, taxas e contribuições e passamos a trabalhar para nós mesmos. Atualmente o peso da carga tributária brasileira é de quase 40% do Produto Interno Bruto (PIB), o que equivale a praticamente 5 meses de trabalho”, conta.

Pela primeira vez esta ação ocorreu em São Mateus do Sul, e foi realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) com apoio da CDL, Rotary Clube Xisto do Iguaçu, Rádio Cultura Sul FM, Rádio Difusora do Xisto e adesão do Posto Castrovel, Posto São Mateus, Posto Iguaçu e Autoposto GPR, que fazem parte do quadro de associados da CDL.

Segundo Felipe, para este ano foi realizado apenas com o combustível, mais especificamente: a gasolina comum. “Mas o objetivo da entidade é fazer nos próximos anos com mais setores do comércio da cidade”, diz.

A ação aconteceu simultaneamente nos quatro postos, que comercializaram 1 mil litros de gasolina cada um, com preço livre de impostos, limitados a 10 litros por veículo. Felipe ressalta, que o DLI não é uma manifestação, não é uma promoção e não tem objetivos políticos. Trata-se de uma ação de conscientização sobre a carga tributária brasileira.

Na bomba do Posto Iguaçu (BR) marcava R$3,299 o preço por litro da gasolina comum. Porém, o consumidor pagava R$ 2,055 por litro

Na bomba do Posto Iguaçu (BR) marcava R$3,299 o preço por litro da gasolina comum. Porém, o consumidor pagava R$ 2,055 por litro

Os cidadãos são-mateuenses pagaram apenas 2,05 por litro, bem menos da média de R$ 3,35, praticada no município, com a incidência de impostos, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

Resultado da Ação
“Ficamos muito felizes com o resultado positivo da ação. O povo de São Mateus do Sul está de parabéns, pois entendeu a mensagem principal da ação: as filas enfrentadas não foram pela vantagem financeira, foram pela oportunidade de consumir um produto sem o peso dos tributos brasileiros”, é o que comenta Felipe.

O Administrador de Empresas, Carlos Rogélio de Castro, está no ramo de combustíveis há 14 anos e é proprietário de três postos que participaram da ação: O Posto Castrovel (Rua Theodoro Toppel, 556), Posto São Mateus (Rua Ulisses Faria, 883) e o Posto Iguaçu (Rua Ledy Afonso Roderjan, 977).

Foram distribuídas 100 senhas aos primeiros 100 veículos que pararam para abastecer. Cada cliente podia comprar 10 litros. Foram distribuídas 100 senhas aos primeiros 100 veículos que pararam para abastecer. Cada cliente podia comprar 10 litros.

Foram distribuídas 100 senhas aos primeiros 100 veículos que pararam para abastecer. Cada cliente podia comprar até 10 litros.

Segundo Carlos, quando recebeu o convite da coordenação do CDL Jovem de São Mateus do Sul para participar, não hesitou e aceitou logo em seguida, e ele revela porque: “Eu aceitei porque é revoltante para qualquer cidadão, saber que muitos cidadãos trabalham até este dia para pagar somente impostos. A palavra já diz: ‘imposto’. Só que em nosso país não é, e nunca foi aplicado como deveria. Na saúde, educação e em benefício aos cidadãos”, argumenta.

Carlos relembra que o DLI foi uma correria total devido a novidade. “Todas as diretrizes da ação foram organizadas pela coordenação da CDL Jovem, tais como horário do início, modo de abastecimento, forma de pagamento e emissão de cupom. Tivemos alguns imprevistos com certeza, mas todos contornados pela boa atuação dos nossos colaboradores e o pessoal do CDL Jovem, que estiveram conosco em todos os postos no momento do evento. Foi muito legal”, conclui.

Últimos posts por Thaís Siqueira (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Saiba quais pontos foram elencados como fundamentais nas Oficinas realizadas pelo Plano Diretor
Como um garoto ajudou a construir a ponte sobre o rio Iguaçu
APAE de São Mateus do Sul é contemplada pelo Projeto Pronas e recebe mais de R$ 720 mil