Troca de bancos por cadeiras para maior distanciamento é uma das medidas para liberação de missas, com público limitado a 30% da capacidade. (Fotos: Crystian Amaral Ferreira/ Paróquia São Mateus)

Com validade desde segunda-feira (15/06), novo decreto da Diocese de União da Vitória libera a realização de missas com presença de público, mas sem crianças, idosos e grupos de risco. Casamentos serão feitos, mas batizados, reuniões e catequeses seguem suspensos. A Paróquia São Mateus se adapta às regras, da mesma forma que as demais Igrejas e comunidades católicas de toda a região.

“De modo parcial, bastante restrito começaremos então a realizar este caminho da volta”, frisou o bispo diocesano dom Walter Jorge. “Afim de que a Igreja seja esta que contribui ativamente para a preservação da vida das pessoas”, disse. Ao passo que pede a atenção de todos às orientações dos padres que têm autonomia para determinar medidas que estejam em acordo com decretos municipais.

O bispo detalha que as celebrações de casamentos, com atenção aos quesitos e medidas sanitárias, serão feitas. Contudo, os batizados seguem suspensos, seguindo a norma das escolas que vedam a circulação de crianças nos ambientes escolares. Fato que se estende às catequeses e toda e qualquer realização de reunião ou aglomeração pública. Essa é a recomendação do novo decreto em vigor.

Para grupos de risco e idosos, a recomendação é de que não vão às missas. Da mesma forma, para que se respeite o distanciamento social. Evitando o contato físico com abraço ou cumprimento. As regras podem sofrer alterações, se for orientado diferente no campo civil. “Se tivermos que parar de novo, por pedido de autoridades, nós o faremos até quando as coisas estiverem bem seguras”, frisou dom Walter.

Recados paroquiais

O pároco José Carlos Emanoel dos Santos emitiu as orientações gerais sobre as celebrações da Paróquia São Mateus. O retorno das atividades, em conformidade com o decreto diocesano, foi dia 17 de junho. Na matriz existe um conjunto de regras, com acesso único, distribuição de senhas para fiéis e colaboradores das missas. Nas capelas há recomendações específicas, também, a serem seguidas.

No caso da matriz, a entrada é somente pela porta central. Todos devem usar máscaras, com higienização das mãos – álcool gel na entrada e saída. O distanciamento mínimo entre as pessoas é indicado para 1,5 m. Com vedação à presença de idosos acima de 60 anos e crianças até 12 anos e recomendação de que, essas pessoas, participem das missas via transmissão no Facebook da Igreja, das residências.

No caso da eucaristia, a indicação é de que os fiéis aguardem em pé, de seus lugares, para receber a hóstia. Sem uso de celulares nas missas e com o ambiente aberto (ventilado). Casamentos e batizados seguem as orientações da diocese e devem, no caso dos matrimônios, serem tratados diretamente com a Paróquia. Ainda, pessoas que desejam participar das missas de final de semana precisam retirar senhas.

A igreja reduziu o número de pessoas, trocando bancos por cadeiras. A senha vale para o sábado, na missa às 18h; e domingo às 9h e 19h. 650 lugares seria a capacidade máxima. Apesar do limite (30%) ser de 195 participantes, a paróquia decidiu por liberar 180 lugares, distribuídos entre as pessoas, estendido às equipes de liturgia e cantos. O controle é feito com lista de presença e durante a semana na entrada.

Missas nas capelas

Para as demais comunidades que compõe a matriz, seguem as mesmas orientações diocesanas. Exceção às senhas para o final de semana, mas dentro do limite de 30% da capacidade máxima do espaço. Sem a presença de idosos, grupos de risco e crianças. A vedação se estende, ainda, ao uso de folhetos, revistas e demais objetos entre os fiéis. Se limitando ao uso destes materiais de forma individual.

A distância entre as pessoas fica em mínimo de dois metros, sem compartilhar uso de microfones, com higienização e bancos ou cadeiras. Também álcool gel na entrada e saída. As equipes de apoio devem manter regras de higiene das mãos na condução de objetos e materiais sacros. De forma geral, o contexto orienta que se evitem aglomerações e se respeite todas as regras sanitárias municipais e estaduais.

Sidnei Muran

Sidnei Muran

Jornalista (MTB 7597 DRT/PR), formado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), pós-graduado em História e Cultura pela Unespar – campus de União da Vitória e Licenciado em História pela Unespar – campus de União da Vitória.
Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Cemitérios de São Mateus do Sul terão Missas no Dia de Finados
Mudanças de padres marcam o início de ano em Paróquias da região
Papa Francisco nomeará o novo bispo da Diocese de União da Vitória quarta-feira (9)