(Fotos: Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

A nossa reportagem acompanhou o trabalho dos professores da rede municipal de ensino na distribuição dos materiais didático aos pais dos alunos da Escola Municipal Ezilda Ferreira do Amaral, que aconteceu na segunda-feira, dia 03, no período da tarde.

A Escola está localizada no Jardim Santa Cruz, com alunos matriculados no período da manhã e tarde, sendo um total de 224 estudantes distribuídos desde o período Infantil 5 até alunos da 5ª série. A direção está a cargo da professora Marilza Silva e a coordenação da professora Silvana Hoffmann Hetka, sendo um total de 14 professores nos dois períodos.

Ocorreu a distribuição dos materiais de estudos aos pais e responsáveis e, segundo a direção, tem sido tranquilo, pois há algum tempo não se faz mais necessário levar até as residências, como ocorreu diversas vezes quando não iam retirar. Os professores, além da entrega e recebimento dos materiais, realizam a devida orientação aos pais sobre como como os filhos devem cumprir as tarefas programadas. São apostilas com material preparado e com separação por disciplinas. Os pais também levam diversas tarefas complementares, jogos, tabelas e livros para leitura, fornecidos pela Prefeitura e escolas.

Em conversa com algumas mães, elas elogiaram o trabalho dos professores e esse esforço conjunto que está sendo realizado pela escola e pelos pais. Elas confessam preferir o ensino presencial, mas entendem a situação resultada pela pandemia e sentem-se felizes em saber que seus filhos não estão esquecidos, como mencionou uma das mães. Ela aproveitou para comentar que sempre teve respeito pelos professores, mas que com a situação atual pode compreender ainda mais o esforço desses profissionais.

Em conversa com professores e direção sobre como estão lidando com essa situação criada pela pandemia, percebe-se que as dificuldades são semelhantes entre a maioria das escolas públicas. A principal é em relação ao acesso dos alunos às redes sociais, pois várias famílias possuem apenas um celular, o que dificulta a participação nos grupos de WhatsApp onde são realizadas orientações complementares e onde os alunos tiram suas dúvidas e realizam questionamentos. Muitos pais só podem disponibilizar os celulares quando chegam em casa à noite e alguns apenas nos finais de semana. Os professores não medem esforços para atender aos seus alunos, e estão conectados e disponíveis 24 horas por dia para que ninguém fique sem a orientação pretendida. Alguns comentam que até ex-alunos acabam pedindo orientações e chegam a casos de alunos que mudaram para outros estados, mas ainda consultam professores daqui e são devidamente orientados.

São dificuldades existentes com essa situação, que esperamos ser passageira, mas que os professores reconhecem que produziram maiores dificuldades de aprendizado, pois falta a interação com seus alunos, há uma grande diferença de atender as dificuldades em sala de aula e a distância por meio de aplicativos como WhatsApp ou Facebook. Superando tudo isso, os professores comentam o importante suporte dado pela direção, com apoio pedagógico de diversas maneiras.

A participação dos pais passou a ser fundamental nesse novo sistema, aproximando a escola da família e esse é um vínculo que não deve ser perdido, mesmo após o retorno das aulas presenciais. A participação dos pais demonstrou-se extremamente importante para o melhor andamento da escola como um todo, deles interagindo com os filhos e também com a escola, reconhecendo todo o trabalho da comunidade escolar e a importância da participação da família. Na visão dos professores e direção, os pais viraram importantes parceiros, atuando junto a escola, valorizando o trabalho de ensino como um todo e reconhecendo que, apesar das dificuldades existentes, eles podem e conseguem participar ativamente na vida dos filhos.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Colégio São Mateus promoverá mais uma edição do Dia do Anjo e a comunidade está convidada para participar
Professora de São Mateus do Sul é destaque em Federação da Agricultura do Paraná
Professoras e enfermeiras recebem capacitação em alimentação saudável