Comércio Exterior em Foco

Dólar x Comércio Exterior

Olá leitor! No texto de hoje vamos tratar de algo um pouco diferente do que costumamos falar em nossa coluna. Vamos falar a respeito do dólar e do impacto das suas oscilações para as importações e exportações.

Não é segredo que o dólar é utilizado mundo a fora nas transações comerciais e financeiras, principalmente após a 2ª Guerra Mundial, quando os Estados Unidos assumiram o papel de maior economia do planeta. Várias moedas oscilam de valor de acordo com o valor do dólar, inclusive o Real. O principal fator que faz com que nossa moeda tenha variação de acordo com o dólar é a Lei da Oferta e Demanda.

De uma maneira bem simples, quanto mais dólares têm circulando no Brasil, aumentando sua oferta, menor será o valor do mesmo em relação ao Real. Da mesma forma, quando temos poucos dólares circulando no Brasil, o preço dele tende a aumentar, ocorrendo uma desvalorização do real. E o que faz com que aumente o diminua a quantia de dólares em circulação em um país? Principalmente os investimentos internacionais.

Quanto mais investimentos estrangeiros o Brasil recebe, mais dólares circularão no Brasil. Quando as empresas retiram investimentos, menos dólares estarão circulando. Em alguns casos onde o mercado por si só não consegue estabilizar a cotação, o Governo Nacional intervém na economia, comprando ou vendendo dólares para regular a quantia do mesmo em circulação no país.

Relacionando as oscilações do dólar com o comércio exterior, podemos dizer que quando o real está valorizado há um incentivo as importações, já que precisaremos de menos reais para pagar pelas mesmas quantias de mercadorias. Em contrapartida, quando o real está desvalorizado, dizemos que o cenário está mais favorável as exportações, pois ao receber os pagamentos em dólares, os exportadores converterão esses dólares em uma quantia maior de reais.

Kenji Ricardo Kubo

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Comércio Exterior de São Mateus do Sul movimenta R$ 3,9 milhões em agosto
Importações do município voltam a subir após quatro anos
Comércio Exterior de São Mateus do Sul movimentou R$ 400 milhões na última década