Geral

Dona Helena, a centenária de São Mateus do Sul

Dia 11 de maio, a são-mateuense Helena Kuczera Staniszewski completou 100 anos de idade. Isso mesmo: 100 anos, não é para qualquer um, concorda?

E para comemorar esta data tão especial, a família da dona Helena, incluindo filhos, netos, bisnetos e tataranetos, realizaram no domingo, dia 10 de maio, exatamente no Dia das Mães, uma grande festa na igreja do Taquaral do Bugre em São Mateus do Sul. Além de muita animação, a festa contou com cerca de 200 pessoas que dançaram muito ao som de uma boa moda gaúcha. “É muito amor, me sinto muito feliz”, diz dona Helena emocionada com a festa.

Dona Helena é mãe de 11 filhos, uma falecida, morreu em 25 de outubro de 1973 por problemas no coração, 54 netos, 62 bisnetos e seis tataranetos. Foi casada por 33 anos, o marido, João Roberto Staniszewski, veio a falecer no dia 20 de julho de 1968 aos 56, vítima de pneumonia. Apesar disso dona Helena superou a morte do marido, sempre muito batalhadora. “Me sinto orgulhosa dela, criou os filhos sozinha” relata sua bisneta Flavia Staniszewski Figurski Jacuboski. Joelson Jacuboski, marido de Flavia diz, “é como se fosse minha bisavó também, nos sentimos muito orgulhosos dela, me sinto orgulhoso de estar nessa família. Ela é uma pessoa muito alegre, tem espírito de criança. ”Silvino Staniszewski filho de dona Helena declara. “É um privilégio ter uma mãe assim, ela superou a morte do marido, e seguiu de cabeça erguida.” Helena era agricultora, fazia até serviço de homem na roça, secava e debulhava erva, até horas da noite ficava trabalhando. “Ela é uma pessoa forte, um exemplo de vida, é uma pessoa sam, conversa normal, lembra de tudo, é um orgulho ter uma avó como ela”, diz a neta Silviane Staniszewski. A nora Paulina Brudnicki Staniszewski conta sobre a sogra, “ela é tudo de bom, carinhosa, pacienciosa, trata todos igual.”

Helena mora sozinha, e em geral faz quase todo o serviço da casa sozinha, uma sobrinha vai uma vez por semana para lhe ajudar. É uma pessoa muito ativa, lembra do passado e do presente. O neto José Zenildo Staniszewski conta. “Ela é uma guerreira, conseguiu criar os filhos sozinha, é muito carinhosa e atenciosa, e faz o próprio macarrão”, destaca. A bisneta Beatriz Pietcack diz. “Ela é um orgulho, muito batalhadora, representou tanto tempo, e vai continuar representando, que a bisavó esteja em mais festa conosco, que ela continue essa pessoa batalhadora que ela é.” A filha Alda Staniszewski Tkaczyk complementa dizendo “é uma mãe que cuidou muito bem dos filhos, é forte e batalhadora merece tudo de bom. ”

Hoje com 100 anos dona Helena estampa um sorriso alegre no rosto e uma grande simpatia por todos, completar 100 anos de vida é uma dádiva alcançada por poucos. “Me sinto privilegiada em poder participar de momentos tão especiais como este, parabéns bisa Helena”, conclui a bisneta Camila Tkaczyk Ribeiro.

Confira a galeria de fotos:

Por Adeline S. Volochem
Fotos: Adeline e Tec-Color

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Sexta-feira 13 terá Lua cheia pela primeira vez em duas décadas
Morre Jorge Train, ex-prefeito de Antonio Olinto
Pais com filhas meninas gastam 30% mais dinheiro do que se tivessem menino