Cidade

Dr. Roberto Schmitt recebe título de Cidadão Honorário de São Mateus do Sul

Possuindo uma grandiosa formação na área da saúde, Roberto agradece a oportunidade de receber o título. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Conhecido regionalmente, Roberto Fernando José Schmitt, de 52 anos, representa o nome da medicina ortopédica, onde sempre buscou especialidades e estudos relacionados na área. Esse foi um dos principais motivos para o recebimento do título de Cidadão Honorário de São Mateus do Sul. A solenidade aconteceu nesta quarta-feira (27), na Câmara Municipal de Vereadores, e reuniu representantes municipais e a comunidade para presenciar o momento.

 

Natural de Porto União – Santa Catarina, Schmitt passou a infância estudando em colégios públicos de União da Vitória. Por ser destaque pela sua altura, Roberto teve a oportunidade de representar suas escolas em campeonatos como jogador de basquete e vôlei.

“Já joguei vôlei profissional para o time do Flamengo”, informa. Com essa gama de conhecimento no esporte, o envolvimento com o funcionamento do corpo humano começou a ganhar forma e a especialidade em cursos superiores se tornou realidade no seu currículo. Com muito planejamento ele desenvolveu seus estudos em áreas específicas.

Roberto Schmitt possui as seguintes formações: Médico pela Universidade Gama Filho – Rio de Janeiro; Fisioterapia pela Universidade Católica de Petrópolis – Rio de Janeiro; Professor de Educação Física pela Universidade Federal do Paraná; Fonoaudiólogo pela Universidade Católica de Petrópolis; Traumato-ortopoedia em Santa Casa de Misericórdia – Rio de Janeiro; Fisiatria pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Acupuntura pela Faculdade Espírita do Paraná; Medicina do Trabalho pela Universidade Federal de Santa Catarina; Médico Perito pelo Instituto de Pós Graduação em Goiás; Medicina do Tráfego e Medicina Desportiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Com a oportunidade de estudar todas essas especialidades, Roberto garante que isso ajuda e muito na hora de compreender os problemas de saúde de seus pacientes. “Consigo apresentar um laudo completo sobre o estado de cada um”, afirma.

Especializando todo seu conhecimento, em 1988, o médico decidiu fixar raízes e montar o seu empreendimento na área da medicina em São Mateus do Sul. “Lembro que na época que montei a clínica no município, me tornei pioneiro em algumas especializações e tratamentos”, conta.

Trazendo para a região aparelhos de alta tecnologia e a sua formação em áreas que exigia uma graduação de qualidade, Roberto passou a investir na medicina ortopédica de São Mateus do Sul, com equipamentos médicos e uma forte fisioterapia fixada na melhoria da qualidade de vida.

Beneficiando milhares de pessoas no decorrer desse período, a sua clínica atende pacientes do município e de toda região, que buscam no conhecimento de Roberto a solução de suas enfermidades. “Também trabalhei como médico da Prefeitura alguns anos, me aposentando nesse cargo”, diz.

Instigado sobre sua relação com a cidade, Schmitt afirma que é em São Mateus do Sul que ele realiza todos os seus investimentos pessoais e profissionais. “Em todos esses anos que moro aqui, percebo que a cidade ainda precisa evoluir muito em desenvolvimento para garantir um trabalho para as futuras gerações. Ainda existe uma forte dificuldade para o crescimento industrial”, opina.

Casado com Claudia Costa Santos Schmitt e pai de Michel Schmitt, Roberto fortifica ainda mais o relacionamento com a cidade afirmando que seu filho será o responsável para manter a clínica no futuro. “Nós nunca conseguimos construir nada sozinho. Tenho uma família que sempre me apoiou em tudo”, diz.

Com o passar desses anos, Roberto olha o seu passado e garante que o segredo para todo seu caminho profissional de sucesso é a seriedade. “Sempre prezei pela qualidade no atendimento de todas as pessoas com muita honestidade.”

Roberto informa ter ficado surpreso com o título e se diz muito feliz por todo reconhecimento que adquiriu no município e região todos esses anos. “Agradeço a oportunidade por ter sido lembrado. Tenho um carinho muito grande por essa cidade”, encerra.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Depois de 66 anos, 1ª banca de jornal fundada em São Mateus do Sul encerra suas atividades
Como um garoto ajudou a construir a ponte sobre o rio Iguaçu
1º Simpósio da IG-Mathe é realizado em São Mateus do Sul