Na segunda semana do mês de junho, moradores da Vila Americana, em São Mateus do Sul, passaram a divulgar pelas redes sociais e grupos de resgate de animais imagens de uma égua com ferimentos próximo ao casco direito se locomovendo pelas ruas do bairro. Segundo os moradores, o animal parecia estar abandonado e sua saúde estava debilitada. A égua solta também poderia causar alguns transtornos aos moradores e veículos que passavam pelo local.

(Reprodução Redes Sociais)

A situação veio à tona quando na terça-feira (11), o animal se encontrava caído em frente à uma residência entre a Rua da Paz e Rua do Progresso. Os moradores da região prestaram atendimento, buscando entrar em contato com os proprietários para resgatar e realizar os devidos tratamentos. Grupos de empresas do ramo animal do município também foram até o local para a realização de curativos. Apesar de alguns conflitos entre moradores e familiares do proprietário do animal, a situação se amenizou e a égua foi encaminhada no mesmo dia para uma clínica veterinária responsável pela reabilitação de equinos.

A equipe da Gazeta Informativa entrou em contato com o proprietário da égua, que prefere não se identificar. Segundo ele, o animal é xucro e possui cerca de um ano. “Ela estava em minha propriedade, mas após ter se machucado, decidi encaminhar ao terreno do meu pai para que ela fosse cuidada”, explica. Segundo ele, os curativos no casco eram realizados com frequência, mas por conta da idade e por não ser domada, a égua acabou fugindo e se machucando ainda mais. “Trabalho em outra cidade, e no sábado (8), fui até o local com uma veterinária para que ela fosse examinada.”

Na terça-feira (11), investigadores da Polícia Civil também estiveram no local para darem apoio a equipe veterinária que estava prestando atendimento. Após acordo com o proprietário, ele custeará todas as despesas da reabilitação. De acordo com a equipe veterinária responsável pelos cuidados, a égua está recebendo alimentação balanceada com complexos vitamínicos e também está sendo feito o tratamento com anti-inflamatórios, antibióticos e curativos diários do ferimento. A princípio, o animal não corre risco de vida.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Moto Noel 2017 reúne motociclistas que espalharam alegria nas vidas e vilas são-mateuenses
Ex-candidatos para o Conselho Tutelar questionam CMDCA sobre a legalidade dos votos da eleição de 2019
CDL lança campanha ‘Natal da Família’ e ‘troco solidário’