Geral

Ela é guerreira, batalhadora, linda, ela é tudo, ela é MÃE!

Dia 10 de maio de 2015 é o Dia das Mães! Parabéns a todas as mamães!

No segundo domingo de maio comemora-se o Dia das Mães. Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção. As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que estes estejam sempre bem.

Com o passar dos anos, o Dia das Mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao longo da vida. No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela Associação Cristã de Moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.

Mãe é aquela pessoa que vai sempre estar ao seu lado independentemente da situação, é aquela pessoa que sempre vai te defender de todos, é só com ela que você briga e cinco minutos depois já está conversando de novo, é ela que sempre vai te ouvir e te apoiar em seus sonhos. Ela é seu médico, psicólogo, e amiga, mãe é ser tudo, e ser simplesmente mãe.

MAMÃES DE PRIMEIRA VIAGEM

Mamãe Arleia com o filho Arthur

Arleia Drobniewski, empresária, mamãe do Arthur de 1 ano e três meses, conta que engravidou com 26 anos e revela que foi tudo programado: “esperávamos por esse momento há muito tempo, mas sempre adiávamos por vários motivos, queríamos ter um filho quando tivéssemos condições de se dedicar a ele 100%. Quando ele nasceu pude ficar com ele, mas não como desejei, mas aproveitei. Hoje é tudo uma correria, mas aproveito cada minuto que posso com ele, e quando não estou com ele, ele está sobre os cuidados de pessoas de confiança, que são uma segunda família que tivemos a oportunidade de conhecer.” Sobre ser mãe Arleia declara: “é maravilhoso, me emociono ao falar do meu filho, é um anjo sem asas. Quando soube que estava gravida foi uma mistura de emoção, choro, alegria e preocupação. Ser mãe é cansativo, mais é maravilhoso, quero ter mais filhos, é uma experiência única ser mãe, e o Arthur precisa de um companheiro (a).”

Mamãe Alice com a filha Isabella

Mamãe Alice com a filha Isabella

Alice Lemos, agricultora e mamãe da Isabella de 1 ano de idade, foi mãe aos 25 anos. “Você sente que está gravida, e até o sexo que vai ser, eu sabia desde sempre que iria ser uma menina, por que quando eu fiz o primeiro ultrassom deu que seria um menino, mas sabe quando você tem aquela sensação, tipo não é, toda mãe tem isso de saber o sexo do seu bebê. Ser mãe é maravilhoso, há cada dia é uma novidade que se descobre com ela, é cansativo mas vale a pena, e é recompensador. Pensar em como ela vai estar daqui há alguns anos é o que me dá mais incentivo para cuidar dela, e que eu possa ajudar ela em todos os seus momentos”, declara Alice.

Mamãe Samantha e o filho Joaquim

Mamãe Samantha e o filho Joaquim

Samantha Correia, dona de casa e mamãe do Joaquim de 11 meses, se tornou mãe aos 28 anos, “não foi uma gravidez programada, quando descobri que estava grávida foi uma sensação boa e um susto ao mesmo tempo. Descobri que estava grávida quando estava com 16 semanas, eu passei mal durante uma semana, eu tenho problema de gastrite então achei que fosse isso, mas não era, marquei uma ecografia e vi que estava grávida, na hora eu pensei que não era verdade, por que não estava preparada, foi um susto, mas ao mesmo tempo uma coisa maravilhosa”, diz com muita alegria Samantha. “Está sendo ótimo ser mãe! Ter uma criança correndo dentro de casa é maravilhoso. Daqui alguns anos eu consigo imaginar ele, um menino inteligente, não penso em engravidar de novo, mas se vier de surpresa como esse será muito bem-vindo”, conclui Samantha.

TODA MÃE TEM…

“… mania de falar que vai sair de casa, e que vai abandonar tudo. ”
“… de sempre acertar o clima, fala que vai chover e você não leva o guarda-chuva e chove.”
“… mania de ligar de meia em meia hora para perguntar se vamos demorar.”
“… o tempero mais gostoso.”
“… mania de mandar colocar o casaco.”
“… jeito para detetive.”
“… mania de se preocupar se comemos bem.”
“… costume de fazer um interrogatório antes que você saia de casa.”
“… mania de ser super protetora.”
“… mania de querer saber de todos os seus passos, mesmo que você já tenha seus 30 anos.”
“ … mania de falar para voltarmos cedo para casa.”
“… jeito para encontrar coisas que desaparecem.”
“… mania de prever o futuro, tipo leve blusa que está frio.”
“… o melhor remédio para tudo.”

E muito mais . . .

Texto e Fotos: Adeline S. Volochem

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Apoio familiar é melhor forma de superar depressão pós-parto
Super Mães!
São-mateuenses são hexacampeões em competição de aeronáutica em São Paulo