Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Eleições em 2018: e-Título é uma das novidades para o pleito nacional

O aplicativo já pode ser instalado nos aparelhos de todos os eleitores que já realizaram a biometria. Na foto, Ana Cláudia Neumann Cabral, Chefe de Cartório da 12ª Zona Eleitoral de São Mateus do Sul. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

A Justiça Eleitoral lançou no final de 2017 o aplicativo e-Título que permite ao eleitor votar com documento digital. Trata-se de uma inovação que permitirá aos eleitores acessarem uma via digital do título eleitoral por meio do seu smartphone ou tablet. A novidade será adotada em todo o território nacional já nas eleições de 2018 para a escolha de deputados estaduais e federais, governadores, senadores e presidente.

O e-Título surge como alternativa à emissão de títulos eleitorais em papel e trará economia na redução dos custos da Justiça Eleitoral, com a emissão de segundas vias dos títulos extraviados, suprimentos de impressora, entre outros. Para o eleitor, o benefício virá na facilidade de ter os seus dados eleitorais sempre seguros e disponíveis, diminuindo os riscos de extravios e danos ao título de eleitor.

Para acessar o documento digital, o eleitor deverá baixar o aplicativo e-Título, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, e que já está disponível no Google Play e na App Store. Ao inserir no aplicativo, o número do seu título eleitoral, seu nome, o nome da mãe e do pai e a data de nascimento, o e-Título será validado e liberado. Ao ser acessado pela primeira vez, o documento será gravado localmente e ficará disponível ao eleitor.

“Isso permitirá a dispensa da identidade que até então se fazia necessária. Se você tem o e-Título no seu celular você poderá utilizar para votar, pois além da sua foto conta com todos os dados pessoais”, afirma Ana Cláudia Neumann Cabral, Chefe de Cartório da 12ª Zona Eleitoral de São Mateus do Sul.

A versão digital do título trará novidades em relação à via tradicional impressa. O documento terá agora a foto do eleitor para identificá-lo na hora da votação. Contudo, essa possibilidade vale apenas para aqueles eleitores que já fizeram o recadastramento biométrico, momento em que é capturada uma foto do cidadão junto com suas impressões digitais. No entanto, não há nada que impeça que os eleitores que ainda não fizeram o recadastramento biométrico baixem o aplicativo para usar no dia da eleição, porém terão de apresentar documento de identificação com foto.

Segundo Ana Cláudia, “o e-Título ajudará muitas pessoas nas eleições, pois muitos podem até esquecer o RG, mas não esquecem o celular. Tendo já realizado a biometria e instalado o aplicativo em seu aparelho não terá mais esse problema”.

O título de eleitor impresso continua valendo, mas será necessário apresentar um documento com foto, como RG ou carteira de motorista. Se você tiver foto no e-Título, não precisará levar outro documento.

Além disso, nas eleições 2018, algumas cidades receberão as urnas eletrônicas que poderão imprimir seu voto em um comprovante. Você poderá conferi-lo visualmente, mas não levará o papel para casa. A ideia é aumentar a transparência, e diminuir as chances de fraude, segundo a Chefe de Cartório da 12ª Zona Eleitoral, ainda não houve a confirmação se São Mateus do Sul e Antonio Olinto estarão entre as cidades que adotarão a impressão do voto.

Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: