Cidade

Empresa são-mateuense é a ganhadora na licitação para a construção da Rua do Mate

Na foto, representantes das empresas que participaram da licitação e os membros da Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe), acompanhando o processo na Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul. (Divulgação)

O processo licitatório para a construção da Rua do Mate – ou Rua Coberta, teve sua continuidade na semana passada, 17 de outubro, com a abertura do segundo envelope das empresas licitantes, contendo o valor das propostas. A sessão pública aconteceu na Prefeitura Municipal e contou com a presença de membros da comunidade e da Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe).

A audiência teve seu início no dia 25 de setembro na sala de reuniões da Prefeitura, com a análise da documentação de habilitação exigida em edital por parte da comissão de licitação composta pelos funcionários públicos Rony Carlos Krulikowski Augustinhaki, quem presidiu o processo, Amilton Gerson Grabowski Bojanovski e Josiane Leal Griten.
A licitação, sob regime de empreitada por preço global, do tipo menor preço, regida pelo Art. 27 da Constituição do Estado do Paraná, Lei Complementar Federal nº 123/2006; Lei Federal nº 8.666/1993, foi regida por comissão licitatória composta por funcionário da Prefeitura. A obra refere-se a revitalização da Rua do Mate e cobertura da Praça Nossa Senhora da Conceição, perfazendo uma área de 3.110,97 m², e tem como valor máximo de R$ 2.395.033,44.

Quatro empresas participaram do processo licitatório que contou com a seguinte classificação de acordo com o preço global proposto por cada uma delas: 1ª colocada, Flama Construções e Serviços Ltda. que fez o valor de R$ 1.995.696,78; 2ª colocada, Gritten Construção de Obras Ltda. com o valor de R$ 2.223.953,22; 3ª colocada, SC Construção Civil e Fabricação de Artefatos Ltda. – ME, de Canoinhas/SC, R$ 2.227.392,56 e a 4ª colocada, a empresa Tecvia Construtora de Obras Ltda., de Araucária com o valor de R$ 2.374.161,17.

Logo após a abertura dos envelopes e a determinação da classificação provisória, onde a empresa ganhadora foi a são-mateuense Flama, responsável pelo menor valor global da obra, a comissão requereu tempo necessário e cabível para a conferência detalhada das planilhas das propostas de preços.

Dando sequência, o processo é encaminhado ao jurídico da Prefeitura Municipal e por fim, é publicado em diário oficial abrindo prazo de possível recurso das demais empresas participantes da licitação.

Ainda segundo a comissão, os trâmites do processo licitatório serão repassados à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU) e ao Serviço Social Autônomo (PARANACIDADE), órgãos do Governo do Estado do Paraná, que farão a análise e em seguida, o contrato junto à empresa ganhadora. Por sua vez, será realizada a emissão da ordem de serviço à empresa que tão logo a receba dará início às obras, garantiu a empresária Nádia Flaresso.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Onde termina a acessibilidade para deficientes visuais em São Mateus do Sul
São Mateus do Sul recebe cota extra do ICMS do Governo do Estado
Trânsito de veículos pesados na região central preocupa moradores