Cidade

Empresa são-mateuense é a ganhadora na licitação para a construção da Rua do Mate

Na foto, representantes das empresas que participaram da licitação e os membros da Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe), acompanhando o processo na Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul. (Divulgação)

O processo licitatório para a construção da Rua do Mate – ou Rua Coberta, teve sua continuidade na semana passada, 17 de outubro, com a abertura do segundo envelope das empresas licitantes, contendo o valor das propostas. A sessão pública aconteceu na Prefeitura Municipal e contou com a presença de membros da comunidade e da Associação dos Amigos da Erva-mate (IG-Mathe).

A audiência teve seu início no dia 25 de setembro na sala de reuniões da Prefeitura, com a análise da documentação de habilitação exigida em edital por parte da comissão de licitação composta pelos funcionários públicos Rony Carlos Krulikowski Augustinhaki, quem presidiu o processo, Amilton Gerson Grabowski Bojanovski e Josiane Leal Griten.
A licitação, sob regime de empreitada por preço global, do tipo menor preço, regida pelo Art. 27 da Constituição do Estado do Paraná, Lei Complementar Federal nº 123/2006; Lei Federal nº 8.666/1993, foi regida por comissão licitatória composta por funcionário da Prefeitura. A obra refere-se a revitalização da Rua do Mate e cobertura da Praça Nossa Senhora da Conceição, perfazendo uma área de 3.110,97 m², e tem como valor máximo de R$ 2.395.033,44.

Quatro empresas participaram do processo licitatório que contou com a seguinte classificação de acordo com o preço global proposto por cada uma delas: 1ª colocada, Flama Construções e Serviços Ltda. que fez o valor de R$ 1.995.696,78; 2ª colocada, Gritten Construção de Obras Ltda. com o valor de R$ 2.223.953,22; 3ª colocada, SC Construção Civil e Fabricação de Artefatos Ltda. – ME, de Canoinhas/SC, R$ 2.227.392,56 e a 4ª colocada, a empresa Tecvia Construtora de Obras Ltda., de Araucária com o valor de R$ 2.374.161,17.

Logo após a abertura dos envelopes e a determinação da classificação provisória, onde a empresa ganhadora foi a são-mateuense Flama, responsável pelo menor valor global da obra, a comissão requereu tempo necessário e cabível para a conferência detalhada das planilhas das propostas de preços.

Dando sequência, o processo é encaminhado ao jurídico da Prefeitura Municipal e por fim, é publicado em diário oficial abrindo prazo de possível recurso das demais empresas participantes da licitação.

Ainda segundo a comissão, os trâmites do processo licitatório serão repassados à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU) e ao Serviço Social Autônomo (PARANACIDADE), órgãos do Governo do Estado do Paraná, que farão a análise e em seguida, o contrato junto à empresa ganhadora. Por sua vez, será realizada a emissão da ordem de serviço à empresa que tão logo a receba dará início às obras, garantiu a empresária Nádia Flaresso.

Colaborador

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Dedicação voluntária é o segredo do funcionamento de bazar em prol do Hospital e Maternidade Dr. Paulo Fortes há 20 anos
São-mateuense encontra registro que mostra os primeiros imigrantes que chegaram ao município
Reunião será realizada para tratar acerca da pavimentação da PR-364 em São Mateus do Sul

Os comentários estão fechados