Indústria e Comércio

Empresário são-mateuense investe na melhora da produtividade do seu negócio pelo Sabraetec

Proprietário da Mano Madeiras, Manoel Cordeiro procurou a Regional Sul do Sebrae/PR em busca de auxílio para melhorar a produtividade da empresa. (Foto: Arquivo Pessoal)

Em tempos de mercado globalizado, ter um diferencial passou a ser fundamental para ofertar produtos ou serviços. Para tanto, o Sebrae/PR tem um programa específico para auxiliar os empresários a desenvolver processos de inovação. O Serviços em Inovação e Tecnologia (Sebraetec) conta com recursos subsidiados, que servem de auxílio para melhorar a produtividade da empresa.

Proprietário da Mano Madeiras, de São Mateus do Sul, Manoel Cordeiro procurou a Regional Sul do Sebrae/PR em busca de auxílio para melhorar a produtividade da empresa.

O problema estava na fabricação de beirais para telhado. Os funcionários utilizavam uma tupia (espécie de torno para trabalhar madeira e criar entalhes e molduras variados) de mesa adaptada e produziam 350 metros lineares de beiral em oito horas.

Com o Sebraetec, foi contratada uma empresa de Joinville (SC), que projetou e construiu um protótipo, a tupia fresadora de beiral, que faz todo o processo, desde o desenho do beiral até o acabamento.

Os resultados são expressivos. Com o protótipo, são produzidos 540 metros lineares de beiral em duas horas, com tábuas de 3 metros de comprimento. Com tábuas de 3,5 metros, são feitos 470 metros lineares em 85 minutos. Com a redução no tempo de produção, o empresário pôde remanejar a equipe de nove colaboradores.

“Eles agora executam outros serviços e podemos focar em vender mais beirais no atacado”, adianta Manoel Cordeiro, que já recorreu ao Sebraetec para fazer melhorias no protótipo. Depois de concluídas, a tupia poderá fazer novos formatos de beiral.

O consultor do Sebrae/PR, Wilson Petisco, relata que as empresas do Território Iguaçu podem contratar o Sebraetec nos Pontos de Atendimento ao Empreendedor (PAs) de União da Vitória e São Mateus do Sul.

“O objetivo do programa é trabalhar tanto a melhoria de processos e produtos já existentes, como a introdução de inovações e tecnologias nas empresas. A proposta é estimular a transferência de tecnologia entre instituições e empresas, para que elas possam superar limitações e barreiras tecnológicas”, explica o consultor.

Petisco detalha que o Sebraetec subsidia até 70% do valor. “Os empresários ficam com contrapartida, que pode ser parcelada”, completa.

Fonte: Rádio Difusora do Xisto

Redação do jornal Gazeta Informativa

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Incepa anuncia paralisação temporária da fábrica de São Mateus do Sul
Jucepar integra Secretaria da Fazenda no sistema que facilita abertura de empresas no PR
Black Friday realizada nesta sexta-feira (23) também contagia consumidores são-mateuenses

Os comentários estão fechados