Reflexão com Padre Marcelo S. de Lara

Encantar pelo Evangelho, Eis nossa Missão

Caro leitor (a), desde a edição do dia 11 de agosto, com base do Documento do Papa Francisco, Evangelii Gaudium (A Alegria do Evangelho), viemos refletindo sobre a Identidade da Igreja, sua continuação pelos apóstolos, até sua missão no mundo, de modo especial no mundo de hoje.

Concluindo esse nosso estudo, trago aqui uma síntese para que você possa relembrar, assimilar e na medida do possível ver em que, em sua vida, pode ser aplicável.

A proposta do papa Francisco é impactante, é provocadora e transformadora. Ainda que se perceba a mudança radical que o mundo vem tendo, nota-se que a Igreja também possui uma sabedoria bilenar para também com prudência discernir os sinais e poder melhor atuar. Contudo, priorizando a Identidade da Igreja na sua missão e nos seus ensinamentos, o papa convoca a todos à não terem medo do novo, não terem medo da mudança, e acima de tudo, sair de uma vida cômoda, de uma Pastoral de mera conservação.

Ainda que não se saiba bem como andar no ritmo da história, é preciso ousar diz o papa, é preciso não ter medo de arriscar e nem de se machucar. Ele prefere uma Igreja acidentada, machucada, cansada de tanto tentar, à ver uma Igreja acomodada, e pior, desanimada.

Neste novo impulso do Espírito, para uma ‘Igreja em Saída’ o cristão é convidado como Igreja, a olhar para dentro de si, olhar para suas ações pastorais, de que modo se está evangelizando; que resultados se está colhendo dentro daquilo que cabe à cada fiel, e indo além, que papel está tendo no mundo.

Arriscar com fé é abrir caminho para a ação do Espírito. No mundo atual, somente tendo essa ousadia, inovando nos métodos para um novo modo de evangelizar é que se poderá melhor cativar, encantar as pessoas para a Proposta do Reino. O testemunho alegre do cristão em ser discípulo de Jesus é o elemento que impulsiona a nova evangelização, gerando no outro, um encantamento pelo Evangelho da Alegria.

Que Maria, Mãe da Evangelização, a qual reunia os discípulos para pedir o Espirito Santo, como cita o § 284 da Evangelii Gaudium, seja a intercessora de todos os cristãos e pessoas de boa vontade, para construírem juntos um mundo novo.

Que o Espírito Santo conceda à todos a sabedoria para rever os métodos, podendo assim, celebrar na liturgia e na vida, a experiência transformadora da Alegria do Evangelho.

Últimos posts por Pe. Marcelo S. de Lara (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O Modelo do amor livre
Viva São João!
As Minorias na Mídia