A Engenheira Agronôma Daniela Nicole Ferreira irá chefiar o núcleo do IAT que incorpora o município de São Mateus do Sul.
(Foto: Acervo Pessoal)

A criação do Instituto Água e Terra, marcou a incorporação de órgãos ambientais no estado do Paraná. A medida visa dar celeridade aos processos e economia aos cofres públicos, fazendo parte das medidas adotadas pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior. Agora, os órgãos ambientais do estado estão reunidos em um único instituto, que é vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

Através da Lei nº 20.070/19, ficou autorizada a incorporação do ITCG (Instituto de Terras, Cartografia e Geologia) e do Instituto Águas do Paraná pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que agora passou a ser chamado de Instituto Água e Terra. Everton Luiz da Costa Souza preside a entidade e comentou sobre a situação. “Manteremos o compromisso de exercer a legislação ambiental trabalhando no controle, monitoramento, preservação e fiscalização dos recursos naturais”, afirmou ele.

Entenda mais sobre o novo órgão

O novo Instituto Água e Terra possui 5 diretorias, com incumbências distintas. A de licenciamento e outorga é responsável pela concessão e monitoramento do Licenciamento Ambiental, instrumento necessário para a realização de atividades utilizadoras de recursos naturais ou efetivamente/potencialmente danosas ao meio ambiente. A diretoria de Gestão do Patrimônio Natural elabora e executa planos de conservação natural, bem como administra as unidades de conservação localizadas no estado.

(Instituto Água e Terra)

Além das citadas anteriormente, ainda existem outras 3 diretorias restantes. A de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos, a de Gestão Territorial e a diretoria Administrativa e Financeira. O secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes refletiu sobre a medida. “Na área ambiental, a reforma realizada pelo governo dará mais celeridade aos procedimentos, além de aumentar a eficácia e a economia dos investimentos estaduais”, pontuou ele.

A chefia local do IAT

No último dia 7 de julho, Daniele Nicole Ferreira foi nomeada como Chefe de Núcleo Local do Instituto Água e Terra, substituindo José Ewerling. Ela será responsável por comandar as ações nos municípios de São Mateus do Sul, União da Vitória, General Carneiro, Bituruna, Paula Freitas, Paulo Frontin, Porto Vitória, Antonio Olinto e Cruz Machado.

Daniela comentou sobre o exercício da função. “A minha competência dentro do IAT-PR é a representação do Instituto na regional, em todas as prerrogativas conferidas. Um dos principais objetivos da instituição é a promoção do desenvolvimento sustentável, através da utilização correta dos bens naturais”, explicou ela. O acontecimento serve de inspiração para as mulheres, que constantemente buscam dar visibilidade à força e ao papel feminino.

Daniela também fez uma reflexão sobre conciliar o desenvolvimento com a preservação. “O meio ambiente deve ser visto como um aliado para que alcancemos o desenvolvimento econômico. Sua correta utilização pode implicar numa série de impactos positivos para as gerações futuras”, encerrou ela.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
IAP aplica mais de R$ 120 mil em multas por desmatamento em São Mateus do Sul
São Mateus do Sul sofre com a seca
Mateco se torna o mascote oficial do Meio Ambiente em São Mateus do Sul