A equipe Perebudos é a junção dos times Perebas e Cascudos. Os amigos se reúnem para jogos de futebol society e futsal. (Fotos: Acervo Pessoal)

“Uma vez Perebudo, sempre Perebudo!”, esse é o lema de todos os jogadores que vestem (ou já vestiram) a camisa do Perebudos Futebol Clube, time são-mateuense que além de reunir os amigos para uma partida de futebol society semanalmente, soma vitórias em competições municipais de futsal.

É possível reunir duas equipes adversárias para juntas, crescerem e fundarem um único time? Esse é o resultado e a realidade que iniciou em 2007 para os times “Perebas” e “Cascudos”. Marinaldo dos Santos, Eduardo Soares Westphalen e Duílio Cabral resolveram reunir alguns amigos para um bate bola. “O time dos Perebas era formado por torcedores do São Paulo e os Cascudos por torcedores do Coritiba. Para participar dos jogos não precisava ser boleiro, apenas gostar de um futebol e de uma boa resenha”, explica Marinaldo.

Por trabalharem na Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), no início, os jogos eram realizados no Clube dos Empregados da Petrobras (CEPE). Dominar a bola não era prioridade, e de acordo com Marinaldo, alguns atletas considerados como “bons jogadores” não eram aceitos no início. “A não ser que o outro time também conseguisse um bom atleta para seu elenco (risos).”

Ficando cada vez mais conhecido entre os amigos, no auge dessas participações, 30 jogadores chegaram a fazer parte das equipes. “O nome Perebudos surge da junção de Perebas e Cascudos. As partidas foram ficando cada vez mais organizadas e o grupo foi aberto para quem quisesse participar, mesmo sendo bom de bola, bastava ter o ‘Espírito Perebudos’”, explica Marinaldo, que considera o perfil ideal para time o jogador que gosta do esporte e que acima de tudo, tenha respeito com o adversário. Os jogos passaram a ser realizados toda quinta-feira, às 17h30, no campo society da Fillus, com registros de placares, artilheiros, resumos das partidas divulgadas nas redes sociais do time e premiações para os melhores e piores jogadores, levando em consideração o espírito esportivo.

Com o passar dos anos, o time foi dividido em “Perebudos Society” e “Perebudos Futsal”. Englobando as duas modalidades esportivas, essa divisão também acabou incentivando a participação de mais jogadores. No elenco há analista de comunicação, engenheiro, administrador, estudante, advogado, topógrafo, policial, empresários e demais áreas profissionais.

Além de integrar os amigos, o time também fez com que os familiares dos jogadores se envolvessem cada vez mais com toda a equipe. “Começamos a promover outras atividades esportivas como vôlei, tênis, passeios ciclísticos, corridas e boia cross”, conta o fundador. Seja em campo ou na arquibancada, todos eles formam a torcida Avalanche, que incentiva o time dentro e fora das quadras. “Lembro de situações em que a arbitragem parava as partidas e solicitava para que a torcida diminuísse um pouco o barulho, como se fosse possível… A Torcida Avalanche é show!”, destaca Marinaldo. Rony Cleber Pacheco, presidente do time e responsável pela equipe de futsal, conta que na primeira participação no campeonato municipal em 2011, onde o Perebudos conquistou o 3º Lugar da Série Prata, todo jogo era uma festa nas quadras. “Não importava o resultado, tinha bandeirão feito de lona de caminhão e sinalizadores que até chegaram a interromper algumas partidas”, relembra.

O time já chegou a realizar 50 jogos ao ano e praticamente todas as partidas aconteciam entre o grupo. “Começamos a obter bons resultados nas competições e o desejo de conquistar cada vez melhores colocações naturalmente cresceu”, expressa Marinaldo. O time, que atualmente é vice-campeão na série prata através do Perebudos/Vital Fit, e campeão na série ouro com o Perebudos/Buricá do campeonato municipal de futsal, iniciou a preparação para esses títulos logo após a eliminação precoce do campeonato realizado em 2017. “Em uma conversa decidimos mudar o método que conduziríamos a equipe para o próximo campeonato, e assim foi. Iniciamos os treinos em dezembro de 2017, selecionando jogadores que tivessem o perfil adequado para nossa equipe e aos poucos fomos formando o time”, conta Rony, que agradece a colaboração de Edson Morais, Maicon Tait e Murilo Honorio, que ajudaram na parte técnica do time. “Após a conquista da série ouro, o Perebudos teve uma visibilidade gigantesca e até hoje muitos nos dão os parabéns pela partida que o time fez naquela final”, reforça Rony.

Para Marinaldo, o Perebudos Futebol Clube representa a união e encontro dos amigos. “Aqui é um lugar em que amigos se tornam irmãos de coração e onde quero estar até que me seja permitido. Foram tantos que passaram e usaram essa camisa, alguns que foram embora, alguns que seguiram outros rumos, mas cada um deles deixou uma lembrança enquanto Perebudos. Tenho orgulho de pertencer a esse time”, encerra.

Lista de jogadores

PEREBUDOS SOCIETY

Rony dos Santos;
Moises Ulbrich;
Eder Motta;
Marinaldo dos Santos;
Fernando Portes;
Leonardo Lemos;
Gianfrancesco Cerutti;
Juliano Gemelli;
Maicon Tait;
Fabio Fernandes;
Ricardo Dick;
Wellington Silva;
Adriano Fischer;
Michel Ulbrich;
Murilo Honório;
Francisco Bueno;
Marcos Guerra;
Adilson Huk;
Dorival Cabral;
Jairo Miguel;
Alex Zanon;
Leandro Samways.

PEREBUDOS/VITAL FIT

Douglas Rodrigues Pinto;
Fernando Gustavo Zaionz da Silva;
Rony Cleber Pacheco dos Santos;
Adriano Daros Staniszewski;
Thyago Silveira Cruz;
Adriano Paloschi Fischer;
Felipe Chaves de Oliveira;
José Jaciel Correa de Oliveira;
Leandro Samways dos Santos;
Ivo Nei Przyvitowski dos Santos;
André Mendes Felizardo;
Alisson Pietrala Chincoviaki;
Cristiano Portes de Oliveira;
João Vitor Arduim da Cruz.
Técnico: Murilo Honorio / Maicon Tait

PEREBUDOS/BURICÁ

Cristian Rene Portes Rodrigues;
Edson Nizer Oikawa;
Carlos Henrique Follmann;
Iago Pereira Hahn;
Wagner Ramos dos Santos;
Daynison Celso Volochen;
Kawan Kotrik Reis Clarimundo;
Matheus Portes Amazonas;
Adalton de Castro;
Wesley Cruz da Silva;
Evandro Adão Esgoda Ribeiro;
Ezequiel Lopes;
Vinicius Follmann;
Leonardo Martins Lemos;
Técnico: Edson Pinto Morais.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Skatista são-mateuense ganha duas medalhas de ouro no Jogos da Juventude do Paraná
Corrida Noturna em homenagem ao patrono da Polícia Militar é realizada com sucesso em São Mateus do Sul
Equipe são-mateuense participará do Campeonato Paranaense de Futsal 2019 e disputará a série bronze

Deixe seu comentário

*