Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Evento cultural reunirá as escolas municipais de São Mateus do Sul para contar a história de suas comunidades

As 23 escolas da rede municipal de ensino de São Mateus do Sul desenvolveram ações junto às comunidades a fim de descobrir suas histórias. Na foto, evento realizado na Escola Municipal Anastácia Kimita de Paula. (Foto: Divulgação)

Desde o início do ano letivo de 2018, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), vem desenvolvendo junto às escolas da rede municipal de ensino de São Mateus do Sul, o projeto de resgate histórico das comunidades onde as instituições estão inseridas com o objetivo da valorização e conhecimento de suas histórias.

No decorrer dos meses, as escolas desenvolveram junto aos alunos inúmeras atividades e estudos a fim de conhecerem mais sobre a história de suas comunidades. Um resgate histórico sobre o nome de suas comunidades, o que levou a ter aquele nome e qual é sua história de desenvolvimento.

Segundo a assessoria pedagógica e de projetos da SEMEC, as escolas foram muito criativas, algumas desenvolveram exposições e já divulgaram seus projetos e descobertas às suas comunidades. Outras chamaram os moradores a somar à pesquisa e contar suas histórias para descobrirem juntos os fragmentos da comunidade, juntos dos avós dos alunos, dos pais e demais membros do local. “Cada escola pesquisou e desenvolveu uma ação dentro de cada instituição.”

No sábado (30), será realizada uma exposição com todos os trabalhos desenvolvidos pelos alunos das 23 escolas no Centro Polônico Marcelo Janoski (CEPOM), evento nominado como 1ª Mostra Cultural Conhecendo o Passado para Transformar o Futuro, que acontecerá entre às 13h e 18h, com entrada franca para todos os visitantes. Contando com praça de alimentação da Escola Municipal Durval Wolff do Amaral.

Cada escola municipal trará também um talento artístico que fará uma apresentação de canto ou dança representando sua comunidade. O evento marcará o desfecho do projeto.

A ideia da equipe da SEMEC é criar um livro enaltecendo o trabalho das escolas e contar para toda a comunidade um pouquinho sobre a história de nossa cidade. “Cada história, as comunidades unidas, formam nossa querida São Mateus do Sul.”

A equipe enaltece também que o projeto será inscrito no programa Agrinho pelo município, e cada escola poderá também inscrever seus temas e abordagens. Em 2018 o tema é: “As coisas que ligam o campo e a cidade e nosso papel para melhorar o mundo.”

O Agrinho é o maior programa de responsabilidade social do Sistema da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), resultado da parceria entre o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), o governo do Estado do Paraná, mediante as Secretarias de Estado da Educação, da Justiça e da Cidadania, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, da Agricultura e do Abastecimento, os municípios paranaenses e diversas empresas e instituições públicas e privadas.

Alexandre Müller

Alexandre Müller

Repórter | E-mail para contato: alexandre@gazetainformativa.com.br
Alexandre Müller
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: