No início deste ano, a direção da Gazeta Informativa deu início ao processo de registro da marca do jornal. A empresa está crescendo, mudando de endereço e viu a necessidade de proteger a identidade do jornal de forma legal para agregar ainda mais valor para a marca, ter exclusividade de uso e um amparo assegurado. (Foto: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

Temos a certeza que dentro de sua casa, nas prateleiras e armários, há produtos escolhidos pela procedência e confiabilidade. O nome da empresa que fabrica o produto, sejam eles dos mais variados segmentos, diz muito também sobre seu retorno no mercado, e o registro dessa marca atesta a qualidade do que chega até você.

A Suprema Marcas e Patentes, especializada em prestar serviços na área de propriedade intelectual, como o registro de marcas, patentes, desenhos industriais, software e direito autoral – inclusive registros de marcas e patentes em âmbito internacional –, foi criada com a perspectiva de crescer com seus amigos, parceiros, clientes e colaboradores, contribuindo assim para o futuro econômico do país de forma justa, segura e ética. “Ao analisarmos as perspectivas econômicas e a valorização do processo criativo em um mercado altamente competitivo, torna-se imprescindível a concentração de todo esforço e conhecimento para a proteção do bem mais valioso de uma empresa: sua marca”, destacam.

Tendo como proprietários Rogério Aparecido de Carvalho, Fernando José Carvalho e Adriana Araújo de Carvalho, a sede da Suprema Marcas e Patentes está localizada em Curitiba, e atualmente, trabalha com mais de 2.700 clientes no Paraná, sendo seis em São Mateus do Sul, dentre eles o jornal Gazeta Informativa (GI). “Nós do GI estamos na busca constante por melhorias e expansão. Com esse espírito que seguimos evoluindo no mercado e conquistando cada vez mais leitores e parceiros. Ainda neste mês estaremos reinaugurando o jornal em novo endereço. Teremos um espaço maior e mais eficiente, então sentimos que agora era a hora de iniciar o processo de registo da Gazeta Informativa para proteger a identidade do jornal de forma legal e eficaz”, destaca Thaís Siqueira Ramos, diretora do GI. Ela também comenta que apesar de não ser obrigatório, o registro agrega ainda mais valor para a marca, dá exclusividade de uso e um amparo legal. “Além de tudo isso e muito mais, estaremos evitando diversos problemas no futuro que possam surgir e nos pegar de surpresa.”

Equipe Suprema Marcas e Patentes, que tem sede em Curitiba e filial em Cascavel. A Suprema Marcas e Patentes trabalha com mais de 2.700 clientes em todo o Paraná, sendo seis deles em São Mateus do Sul. (Divulgação)

De acordo com a equipe da Suprema, os benefícios do registro da marca são inúmeros, sendo um bem intangível de uma empresa. “A marca registrada indica procedência e qualidade, agrega valor ao produto ou serviços e serve como fidelização do cliente. Vejamos por nós, quando entramos em um supermercado, a primeira coisa é sair procurando pelas marcas conhecidas”, explicam. Eles também enfatizam que outro fator importante é a inibição da concorrência desleal. Quando se possui a marca registrada, é possível acionar a empresa que está usando a marca de forma indevida e em alguns casos ser indenizado. Já em termos de expansão de negócios, a marca registrada viabiliza a venda, o licenciamento ou a franquia.

Como funciona o registro

Toda empresa merece fazer o registro da marca, sejam dos mais variados segmentos: indústria, comércio, prestação de serviços de microempresas à empresas de grande porte e profissionais liberais.

O processo de registro, segundo a Suprema, inicia com a pesquisa de anterioridade, afim de averiguar se é viável dar entrada no pedido de registro de marca. Em seguida, a marca é protocolada no Instituo Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e deve tramitar em torno de um ano e meio. Após este prazo, o INPI realiza o exame de mérito e com a finalização do processo é publicado a concessão de registro que possui validade de 10 anos, podendo ser prorrogável por períodos iguais.

O que significa essas letras nas marcas?

Você já deve ter observado em algumas marcas os símbolos ™, ® e ©. A equipe da Suprema explica que os símbolos ™ (Trade Mark) e ® significam marca registrada. “O TM normalmente vemos em marcas que vem de outros países e no Brasil utilizamos o R dentro de um círculo. Já o © significa ‘Copyright’ que é direito exclusivo do autor, compositor ou editor de imprimir, reproduzir ou vender obra literária, artística ou científica; direito autoral”, dizem.

Serviço

Além da sede em Curitiba, a Suprema Marcas e Patentes possui uma filial na cidade de Cascavel. A equipe comercial realizada o atendimento por telefone, e o cliente tem a opção de se dirigir a empresa dessas duas cidades. “Temos também consultores de marcas e patentes para atendimento pessoalmente ou, nosso cliente pode entrar em contato conosco por redes sociais, Google, anúncios, via WhatsApp ou por telefone mesmo. Estamos prontos para o atendimento.”

Para entrar em contato com a Suprema e registrar a sua marca, basta telefonar para a sede em Curitiba (41) 3030-8400, com a filial (45) 3039-4815 em Cascavel, WhatsApp (41) 99892-0236 falar com Joice Oliveira, ou pelo site: www.supremapatentes.com.br. “Registre sua marca, invista com segurança! É somente por meio da proteção do registro da marca, patente ou desenho industrial que a empresa protege seus investimentos em tecnologia, renovação e blinda contra a concorrência desleal”, reforçam.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Indústria de Madeiras Sonely de Antonio Olinto comemora 31 anos
Mazah Shopping traz um novo conceito de compras para São Mateus do Sul
Xande Vídeo locadora fecha as portas depois de 24 anos

Deixe seu comentário

*