A eleição para o Conselho Tutelar aconteceu no dia 6 de outubro. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Na tarde de terça-feira (22), um grupo de ex-candidatos para o Conselho Tutelar – da eleição que aconteceu no dia 6 de outubro –, se reuniu na sede do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), para esclarecimento de mais informações sobre as denúncias recebidas durante a votação. Segundo eles, a comunidade os questiona sobre como está o processo de investigação e quais serão as medidas tomadas.

“Houve denúncias de transporte de eleitores e compra de votos de alguns dos eleitos nesse ano”, afirmam os ex-candidatos. O grupo também questionou a falta de fiscalização no dia da votação e divergências no momento de apresentar a documentação necessária para a votação. Há registros em vídeos de eleitores confirmando a compra dos votos. “Nos sentimos sem dignidade quando nos deparamos com essas situações”, expressam.

De acordo com a equipe do CMDCA, foi montado no dia 10 de outubro uma comissão para debater o assunto. Em conversa com um advogado, a equipe recebeu orientações de como proceder legalmente. “Não cabe ao CMDCA a investigação por atuarmos como Conselho. Portanto estamos recebendo denúncias com fundamentos para repassarmos aos órgãos competentes nestes casos”, dizem.

O CMDCA informa que está sendo encaminhado citações para os envolvidos. A equipe também está trabalhando com denúncias concretas para que dessa forma, formalizem os próximos passos. O CMDCA se posicionará sobre o que será feito nos próximos dias, quando todos os citados forem ouvidos.

Dúvidas e denúncias podem ser feitas na sede do CMDCA, localizado na Rua 21 de Setembro, 750, junto à Secretaria Municipal de Assistência Social. Contato no telefone (42) 3912-7135.

Votações cancelada pelo Paraná

Em Curitiba, a decisão de cancelar a eleição ocorreu depois de identificada a incompatibilidade nas fotos de candidatos em urnas de cinco das dez regionais da cidade. Também foram registradas violações em envelopes em três seções eleitorais – fonte Folha de São Paulo.

Já em Campo Largo, o processo eleitoral para escolha dos candidatos foi suspenso pelo Poder Judiciário. O Judiciário analisou a incoerência das cédulas, por erro gráfico, e decidiu recolher as mesmas (usadas e não usadas) para apuração dos fatos. Segundo a decisão, foram identificadas irregularidades na impressão das cédulas. Foram 12 candidatos considerados aptos à eleição, e as cédulas possuíam apenas 11 quadrados para a marcação do nome, segundo a Justiça. Além disso, também houve denúncia de duplicidade na lista de eleitores, enquanto outros não estavam na lista – fonte G1 e Bem Paraná.

Na cidade de Ivaté, a eleição foi cancelada por iniciativa do próprio Conselho Eleitoral, que verificou que algumas pessoas não habilitadas conseguiram votar, o que prejudicaria a aferição final dos votos – fonte Agência Brasil.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Dr. Roberto Schmitt recebe título de Cidadão Honorário de São Mateus do Sul
ACIASMS promove Carreata Outubro Rosa
Ex-presidentes do Hospital Dr. Paulo Fortes foram homenageados