Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Falta de saneamento básico resulta em campanha de ajuda para moradora de São Mateus do Sul

A mobilização busca a colaboração e ajuda para melhorar a qualidade de vida de jovem senhora de 50 anos. (Foto: Cláudia Burdzinski)

*O nome da moradora foi modificado para preservar a sua identidade.

A “residência” precária localizada próximo ao Clube do Bolinha, na BR-476, saída para União da Vitória, gerou grandes repercussões nas redes sociais. O terreno abriga uma estrutura que serve como “casa” feita na lataria de um ônibus abandonado. A cobertura é montada com lonas e remendos pela parte interior, que imitam paredes. Toda essa instabilidade mobilizou alguns são-mateuenses, que iniciaram uma campanha de ajuda nas redes sociais.

A equipe da Gazeta Informativa (GI) foi até o local para conferir de perto essa realidade na tarde de quarta-feira (22), mas a proprietária não estava presente. Segundo informações apuradas pelo GI, na manhã do mesmo dia, a Assistente Social, Fernanda Sardanha, em nome do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), havia ido até o local para acompanhar a realidade de vida de Madalena*, de 50 anos. O terreno onde sua moradia está localizado é de usufruto próprio.

De acordo com informações, foi entrado em contato com familiares da jovem senhora, mas por conflitos internos, nada foi resolvido. O ápice da campanha foi a manhã de quarta-feira, quando após a forte chuva da madrugada, Madalena* estava muito assustada em busca de ajuda próximo de sua residência. “Uma moça me procurou informando que a mulher estava desesperada e com muito medo. Ela me comentou que havia passado a noite toda com um guarda-chuva armado em baixo da estrutura, pois a lona que servia de telhado não deu conta da forte chuva”, explica Lucrecia Franco Stempinhaki, uma das representes dos Anjos de Plantão de São Mateus do Sul.

Em parceria conjunta entre a Prefeitura Municipal e a equipe dos Anjos de Plantão, Madalena* foi retirada do local que não possuía nenhum tipo de saneamento básico. Hoje ela se encontra em pensão alugada provisoriamente. “Ela é dona de alguns cachorros de rua e não consegue ficar longe de seus animais. Conseguimos uma casa alugada por dois meses em nosso nome até a Prefeitura Municipal encontrar alguma solução para esse caso”, completa Lucrecia.

Entramos em contato com a Assistente Social Maria da Luz, responsável pelo departamento de habitação. Ela comentou que anteriormente a Prefeitura Municipal havia colaborado com a moradora, com cestas básicas e outras ajudas. “Estamos acompanhando o caso juntamente com os profissionais do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), que iniciarão um tratamento psicológico com Madalena*”, explica.

Se você ficou interessado em colaborar com a moradora são-mateuense, a campanha está reunindo materiais de construção e demais produtos domésticos para a Madalena*. “Se alguém tiver interesse em doar alguma casa para retirar do lugar também estamos aceitando”, explica Lucrecia. Telefone para contato: (42) 99869-7660; Priscila 98832-2738; e Juliane 98856-2681.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: