A Cooperativa São-mateuense de Materiais Reciclados (Cosamar) é conveniada com a Prefeitura Municipal. (Foto: Acervo Gazeta Informativa)

Em agosto de 2018, a equipe da Gazeta Informativa realizou uma reportagem sobre a reestruturação da Cooperativa São-mateuense de Materiais Reciclados (Cosamar), localizada no Jardim São Joaquim, na denominada “Área Industrial” do município. Porém nos últimos meses o projeto de reforma foi paralisado, e os colaboradores da cooperativa informaram que há roubos da fiação de luz por vândalos que passam pelo local.

De acordo com Hélio Toshio Sakurai, secretário municipal de meio ambiente, a continuidade do trabalho depende da secretaria municipal de obras, responsável pelo serviço. “O projeto está finalizado, porém estamos aguardando a demanda da secretaria de obras para finalizar o novo piso para darmos a continuidade nos trabalhos”, informa. Sakurai destaca que o local necessita de inúmeras providências para adequar a cooperativa e aumentar a lucratividades dos trabalhadores. “Planejamos capacitar os colabores da Cosamar para melhorarem o seu método de produção, garantindo uma geração de lucro maior”, destaca.

Um dos principais problemas da localidade são os roubos dos produtos encontrados dentro da cooperativa, como botijão de gás, fios, cabos de luz e balanças. “A nossa ideia é aumentar principalmente a segurança do local, para evitar que esses danos voltem a acontecer”, informa Sakurai, que busca melhorar os portões e investir em câmeras de segurança e alarmes.

Em 2019, a Prefeitura Municipal adquiriu novos equipamentos para a Cosamar, como correia classificadora e esteira, que visam aperfeiçoar a classificação do material e agilizar todo o trabalho da cooperativa. Atualmente os materiais adquiridos pela Prefeitura encontram-se embalados no pátio de estacionamento da secretaria de obras, aguardando a readequação do novo espaço da cooperativa para serem instalados. Instigado sobre as providências para agilizar o processo de melhorias, Sakurai informa que nos próximos dias realizará uma reunião com a secretaria de obras para focar nos próximos passos da reforma.

O trabalho na Cosamar

Uma cooperativa de materiais recicláveis é um meio de junção entre a responsabilidade de separação de resíduos da população, que consequentemente traz uma forma de lucro para os trabalhadores que fazem de maneira direta o serviço. Materiais como vidro, plástico, papel, papelão e alumínio são passados por uma triagem (que consiste na separação dos materiais) de acordo com suas características, e todo esse trabalho manual é realizado pelos funcionários que ali trabalham.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prefeitura fecha o cerco contra vandalismo e crimes ambientais no Centro Esportivo
Nem tudo que está na sacola é lixo! Saiba como reciclar
Restos de folhas dão vida às árvores e flores em São Mateus do Sul

Deixe seu comentário

*