(Imagem Ilustrativa)

Tudo que nos lembra da morte nos faz tristes, mas isso acontece pela nossa inferioridade espiritual, quando morre alguém que a gente gosta, não choramos por ele, mas pela nossa perda.

Somos egoístas, apegados materialistas, e por isso lamentamos o que perdemos, seja o que for, desde um bem material, até os entes queridos, com lamentos diferentes é verdade, mas sempre lamentos.

Por outro lado, aqueles que passaram para o outro lado da vida, se sentem libertados do peso corporal e ficam felizes quando recebem nossas lembranças de amor, de carinho e de paz, no entanto, ficam tristes quando nossas lembranças chegam até eles acompanhadas de lamentos, revoltas e tristezas.

Lidar com a morte é difícil até para os espiritas, que conhecem e convivem com a realidade espiritual, mas difícil ainda, para quem é materialista, que não acredita na vida real, que é a vida espiritual.

No dia de finados, os espíritos se alegram com a comemoração em suas homenagens, inclusive aqueles espíritos que não tem ninguém que lembre deles, pois, as vibrações das orações alcança a todos numa grande sinergia.

Então, se por um lado o dia de finados é motivo de tristezas para muitos encarnados, é também dia de alegria para os espíritos, e podemos fazer com que seja só alegria para ambos, é necessário conhecer mais sobre a realidade espiritual, é preciso aumentar a fé e enterrar o egoísmo, pois a morte é apenas uma viagem, demorada sim, mas não definitiva.

No dia 2 de novembro, lembrem-se de seus entes queridos somente com a alegria de ter tido eles em suas vidas, muita paz a todos e até a próxima semana.

Oscar Okonoski
Últimos posts por Oscar Okonoski (exibir todos)

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS
Doe vida
O poder da doçura
O isolamento e os divórcios