Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

Fluorose Dentária: o flúor em excesso

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

A fluorose é uma alteração na estrutura dos dentes que ocorre devido a uma ingestão excessiva de flúor durante a formação dos dentes. A severidade da fluorose está relacionada com a quantidade de flúor ingerida.

Quais alterações podemos perceber nos dentes?

A fluorose ocorre com maior frequência na dentição permanente, mas podemos observar nos dentes de leite. Na fluorose simples os dentes apresentam machas amarronzadas e um aspecto liso e brilhante. Na fluorose opaca, os dentes apresentam manchas esbranquiçada ou acinzentada e, como o próprio nome diz, o esmalte torna-se opaco e sem brilho; e na fluorose combinada com porosidades iremos observar manchas esbranquiçadas/acinzentadas com pequenas erosões (buraquinhos) superficiais no esmalte.  É importante saber que nem toda mancha é fluorose, somente o seu dentista saberá diagnosticar e estabelecer o melhor tratamento.

Quais as causas da fluorose?

Como mencionado no inicio do texto a principal causa da fluorose é o flúor em excesso, no entanto, outros fatores podem contribuir para o aparecimento dessa alteração: baixo peso corporal, estado nutricional e condições de saúde geral.

Flúor: onde ele está presente?

O flúor está presente nas águas de abastecimento, nos cremes dentais, alimentos e bebidas (chás industrializados, frangos, peixe, etc) e também encontramos o flúor tópico (aquele aplicado pelos dentistas no consultório).

O que fazer para evitar?

A principal dica é ficar atento para a ingestão de cremes dentais. Muitas marcas comerciais apresentam sabores e cores atraentes para as crianças que acabam por comer o creme dental. Dessa forma, é importante que os pais coloquem pequenas quantidades na escova e fiquem atentos para que a criança não engula após a escovação. Outra dica é evitar a ingestão de bebidas industrializadas em excesso – porque elas já contem quantidades significativas de flúor.

Existe tratamento?

O tratamento está relacionado principalmente com a estética. No entanto, dependerá do tipo de fluorose, do grau de severidade, da idade do paciente e da queixa.

 O flúor é ruim para os dentes?

Não. Afinal, é ele que ajuda a prevenir as cáries reforçando os nossos dentes.

Importante: o flúor aplicado pelos dentistas nos consultórios apresenta concentrações adequadas e seu dentista saberá a necessidade de aplicá-lo ou não.

Uma semana cheia de sorrisos!

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Medo de Dentista
Lábio Leporino
A saúde bucal da gestante: cuidado de mãe para filho