Artigo de Opinião

Fotografar x Lembrar

(Imagem Ilustrativa)

Na semana passada, trouxe para vocês um texto referente ao Post-Mortem, e a relação das fotografias realizadas nessa técnica que retratava a pessoa em óbito como se ela ainda estivesse viva.

Agora, quero relacionar a fotografia como algo expressivo do momento. Na semana passada comemorei meu aniversário com alguns amigos. Chegando em casa, minha mãe perguntou se eu havia tirado fotos. Para não dizer que não tirei nenhuma, antes reuni toda a galera e fizemos uma foto geral de todos, e só.

Confesso que meu intuito era tirar uma foto com cada convidado e depois guardá-las com todo carinho. Mas sabe quando você aproveita tanto o momento, e simplesmente esquece de ficar com o celular na mão para registrar tudo?

Há um tempo atrás, escutei a frase, “os melhores encontros são aqueles que não tem foto, porque você usufruiu de cada segundo”, e confesso que na minha cabeça essa frase não fazia sentido.

Percebo que muitas pessoas (eu era assim), enxergam os encontros, festas e viagens como uma oportunidade de registrar em fotos todo e qualquer segundo do que está acontecendo. Temos celulares e máquinas digitais, que retratam facilmente estes momentos.

Não estou dizendo que agora é errado fotografar. Estou querendo repassar que as vezes nos preocupamos tanto com o ângulo certo e perdemos tanto tempo em busca da pose perfeita, que esquecemos de aproveitar realmente o que está acontecendo por trás da fotografia.

A busca pelo filtro mais bonito e a repercussão entre amigos e familiares fazem da foto um espelho digital que pode ser modificado a todo momento. Todas estas mudanças também podem interferir na maneira de interpretação das pessoas, mas isso é assunto para um outro artigo.

Encerro esse texto com duas perguntas: você se lembra quando foi a última festa que participou que teve poucas fotografias? Você aproveitou? Manda um depoimento para meu e-mail, claudia@gazetainformativa.com.br, e mostre seu ponto de vista nestas questões, ficarei feliz em ler cada uma das histórias.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A energia não é transmitida apenas pela tomada
O poder de influência pela generalização
O país está sendo catalogado em dois lados