Cerimônia que homenageou Francisco Augusto Caminski aconteceu na manhã de segunda-feira (11), e reuniu alunos do CESM, amigos, empresários e colaboradores da cultura polonesa. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Aconteceu na última segunda-feira (11), no Colégio Estadual São Mateus (CESM), a inauguração que homenageou Francisco Augusto Caminski, um dos importantes nomes de incentivo à cultura polonesa de São Mateus do Sul. A homenagem foi organizada pelos membros do programa Tradycjie Polskie da Rádio Cultura Sul FM com o apoio do CESM e também da Fundação Cultural do município. Além da placa identificada com o nome de Caminski, há também um pé de carvalho plantado em sua homenagem.

“Com essa gesto eternizamos os trabalhos feitos por Caminski em prol da cultura polonesa”, afirma José Carlos Janowski, responsável pela cerimônia de inauguração e um dos apresentadores do Tradycjie Polskie, há 26 anos no ar. A data de 11 de novembro também marca a independência da Polônia e veio de encontro com a homenagem prestada à Caminski e sua descendência. Em 2019 também foi comemorado os 150 anos da imigração polonesa no Brasil.

ANÚNCIO

(Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Representando a Secretaria de Cultura, Educação e Turismo, a historiada Hilda Jocele Digner Dalcomuni parabeniza a ação. “Nos sentimentos agraciados por fazer parte desse momento. Durante as homenagens foi colocado muito bem a importância da vida intelectual e cultural do Sr. Caminski”, enfoca.

Maria do Rocio Caminski é filha de Francisco e também esteve presente. “Agradeço de coração o empenho de todos em nome de toda a minha família”, diz. Rocio explica que as homenagens para seu pai iniciaram há 3 anos, quando o carvalho foi plantado. “Essa homenagem foi muito significativa pois a árvore está aqui para simbolizar esse orgulho que ele sentia pelas suas raízes. Espero que esse carvalho acolha muitas e muitas gerações.”

O orgulho da descendência polonesa

Francisco Augusto Caminski nasceu em São Mateus do Sul no dia 26 de agosto de 1933. Formado em pedagogia, Caminski foi casado com Lindamir de Souza Caminski, com quem teve dois filhos: Maria do Rocio e Francisco Augusto Caminski Junior.

Professor, comerciante e empresário, Francisco e sua esposa fundaram a escola de grau ginasial “Francisco Xavier da Silva” de Paulo Frontin, hoje Colégio Pedro Busko. Na área educacional Caminski também trabalhou no Colégio Duque de Caxias e CESM, e dedicava seus ensinos também para aulas de francês e geografia. Foi gerente do Banco Bamerindus agência de São Mateus do Sul e Telêmaco Borba e um dos sócios da Iguaçu Veículos.

Em 1966, o são-mateuense foi um dos fundadores do Rotary Club de São Mateus do Sul, sendo presidente em três mandatos. Na parte cultural, Caminski colaborou com a fundação do Grupo Folclórico Polonês Karolinka e também na criação do programa de rádio Tradycjie Polskie.

Amigos da comunidade polonesa. Da esquerda para direita: João Carlos Janowski, Apolônia Janowski Wandos, Terezinha Wiecorkowski, Ozilda Drabeski, José Carlos Janowski, Consul Dorota Joanna Baryz, Evaldo Drabeski, Aloísio Ponchek e Francisco Augusto Caminski.
(Foto: Acervo Pessoal)

Como vereador, Francisco apresentou mais de 500 projetos e requerimentos para a comunidade urbana e rural do município. Em 1970 tornou-se presidente do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes, proporcionando melhorias como a execução de uma central de oxigênio canalizado, atendendo os apartamentos, quartos e enfermarias (bastante avançado para a época) e o banco de sangue e farmácia.

Exerceu também a presidência do Clube Ideal Sãomateuense e do Clube Unbenau, sendo nesse realizado o primeiro baile do imigrante. Foi sócio fundador e primeiro presidente da “Braspol” – Brasil – Polônia do município.

Caminski faleceu em 2 de maio de 2016, e sempre será lembrado por esses e outros feitos por São Mateus do Sul. À ele, os nossos sinceros agradecimentos.

Francisco Augusto Caminski faleceu em 2 de maio de 2016. (Foto: Acervo Pessoal)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Grupo de dança Ceju LKM leva 14 prêmios em festival de Cruz Machado
150 alunos realizam mobilização no Colégio São Mateus contra proposta de remanejamento de turmas do ensino noturno no PR
Casa da Memória recebe scanner através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Turismo