A poliomielite, comumente chamada de pólio, é uma doença infectocontagiosa aguda que atinge principalmente as crianças menores de 4 anos, mas também pode ser observada em adultos, apresentando sintomas diversos.
(Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite terminou na última segunda-feira (30/11). No entanto, A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa-PR) está recomendando aos municípios paranaenses, a intensificação das ações direcionadas neste sentido. Através de uma conferência virtual, realizada na última sexta-feira (27/11), a Sesa-PR orientou os diretores das regionais do órgão a aumentar as atividades de vacinação contra a doença, principalmente nas cidades onde a cobertura é abaixo do proposto pelo Ministério da Saúde.

De acordo com dados divulgados pela Sesa-PR, o estado ainda precisa imunizar cerca de 100 mil crianças na faixa etária de 12 meses a menores de 5 anos de idade. O número total de indivíduos estimado para esta faixa corresponde a 583.962 crianças, tendo o Paraná atingido até o presente momento, 78,07% de cobertura total. Além dos diretores das Regionais de Saúde, também participaram do encontro os profissionais atuantes na Vigilância das cidades de Paranaguá, Ponta Grossa, União da Vitória, Guarapuava, Maringá, Londrina e da Região Metropolitana de Curitiba.

Importância da vacinação

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, comentou sobre os esforços que estão sendo empreendidos no combate à pólio e outras doenças em nosso estado. “A Sesa recomenda, ainda, que pais e responsáveis fiquem sempre atentos às carteirinhas de vacinação dos filhos, protegendo as crianças contra a paralisia infantil e contra outras doenças graves para as quais temos vacinas disponibilizadas gratuitamente na rede de saúde”, declarou ele.

O Centro de Saúde informa a população são-mateuense que ainda possui doses da vacina contra a pólio, para aqueles que
não realizaram a vacinação nos últimos meses em nossa cidade.

Os Postos de Saúde são bastante importantes na efetivação de políticas de saúde pública, da Vigilância Sanitária e na
promoção de campanhas de vacinação ao longo de todo o país.

Apesar do Paraná não registrar casos da poliomielite há 34 anos, o secretário da Saúde demonstrou preocupação constante com relação ao assunto. “Muitas vezes, pelo fato de estarmos há tanto tempo sem registro de casos desta doença, a vacinação contra a pólio acaba sendo considerada um tema do passado. No entanto, a falta de imunização pode ocasionar o retorno da doença, a exemplo recente do sarampo. Por isso não podemos deixar lacunas na cobertura vacinal”, frisou Beto Preto.

O que é a pólio?

De acordo com a FIOCRUZ (Fundação Oswaldo Cruz), a poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda, causada por um vírus que vive no intestino humano, chamado de Poliovírus. Embora ocorra com maior frequência em crianças menores de 4 anos, ela também pode ocasionar transtornos aos adultos. A maior parte das infecções observadas apresenta poucos sintomas ou estes são semelhantes aos de doenças virais como a gripe, ou gastrintestinais. Cerca de 1% dos infectados pode desenvolver a forma paralítica da doença, o que não exclui a necessidade constante de vacinação por parte da população.

A poliomielite não possui tratamento específico. A doença deve ser evitada através da vacinação, assim como de medidas preventivas voltadas à melhoria do saneamento básico e da qualidade de produção dos alimentos consumidos por todos. De acordo com o setor de Vacinação da Secretaria Municipal de Saúde de São Mateus do Sul, o Centro de Saúde localizado na Rua 21 de Setembro, nº 355, ainda possui doses da vacina contra a pólio, para aqueles que não o puderam fazer nos últimos meses. Para mais informações, entre em contato através do telefone (42) 3912 – 7077.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes recebe R$ 1 milhão para aquisição de equipamentos
Mães organizam II Mamaço Coletivo em São Mateus do Sul dia 15
São Mateus do Sul identifica novas larvas de Aedes Aegypti?