Cidade

Grupo de são-mateuenses amantes do vinho comemoram quatro anos de confraria

Conheça o grupo são-mateuense, entitulado como “Enoexercício”, que existe há 4 anos e tem como principais objetivos valorizar a amizade e apreciar bons vinhos

Conheça o grupo são-mateuense, entitulado como “Enoexercício”, que existe há 4 anos e tem como principais objetivos valorizar a amizade e apreciar bons vinhos. (Fotos: Acervo Pessoal)

Há quatro anos, mais precisamente no ano de 2013, um grupo de amigos de aposentados, se reuniu para comemorar o aniversário de uma de suas integrantes, Luciene Ulrich Kurt, que para brindar mais uma primavera inovou em sua comemoração e convidou um enólogo (especialista em vinhos), para apresentar um pouco mais de seu trabalho e realizar uma mini degustação de alguns vinhos.

O aniversário ficou eternizado na memória dos amigos e, despertou a curiosidade dos mesmos, à arte do vinho. Curiosidade esta que serviu como combustível para que seis dentre os amigos contratassem novamente, na mesma época, o enólogo, para ministrar-lhes um curso sobre o mundo do vinho. Ao total, foram quatro encontros, onde os amigos aprenderam sobre vinhos e uvas, além de degustarem vários tipos da bebida para desenvolver a parte sensorial de cada um. “Certo dia, quase concluindo o curso, nosso professor nos questionou sobre quantos vinhos havíamos degustado – afirmamos que dia ou outro neste intervalo de tempo entre a realização dos encontros, tomamos um ou outro vinho – o enólogo, nosso professor nos indagou que teríamos de tomar um vinho por dia, assim como num exercício, praticar”, relatam os amigos. Partindo desta indagação o grupo passou a se chamar Enoexercício, haja visto que a partir daquele momento, os encontros tornaram-se periódicos, a cada 15 dias em uma residência dos membros.

Ao mesmo tempo, que os amigos adentraram a este universo sensorial e prazeroso, alguns investimentos tiveram de ser realizados, dentre eles a aquisição de novas taças para apreciação de cada tipo de vinho, saca-rolhas específicos e ainda decantadores de vinho que baseia-se em uma cerimônia simples e eficaz que se realiza antes de se servir um verdadeiro e irresistível néctar dos deuses – chama-se decantar o vinho. Com um acessório muito próprio e realizado feito por três importantes motivos, um dos quais, potenciar a sua degustação. Decantar implica, simplesmente, a passagem do vinho da sua garrafa original para um recipiente (de cristal ou vidro) e é feita exclusivamente aos vinhos tintos e beneficia-os de duas formas: elimina as borras acumuladas, especialmente em vinhos velhos que estão engarrafados há vários anos; e permite que o vinho “respire”, ou seja, a oxigenação permite a total libertação dos aromas contidos numa garrafa, um processo que contribui de forma positiva para o seu paladar. “Você vai entrando no mundo do vinho e começa a ler sobre o tema e descobrir mais e mais sobre o assunto”, enaltecem os amigos.

No decorrer de quatro anos, os integrantes do grupo Enoexercício, composto pelos amigos: Luciene Ulrich Kurt e Jurg Peter Kurt, Ieda da Rosa Ballin e Sérgio Ballin, Andréa Appolinario e Tiago Drabecki, Sérgio Appolinario, Fernando Kamienski, Luciana Biancolini e Pedro Biancolini, Francieli Gaertner e Erasto Gaertner, Marlene Moraes e Jorge Luiz Moraes, apreciaram mais de mil rótulos de vinhos e indagam que não se consideram enochatos (entendedores de vinhos que são chatos), pois o vinho é a desculpa para o encontro dos amigos. O grupo prioriza os seguintes objetivos: primeiro a amizade, segundo o vinho e, em terceiro a comida, mas mesmo assim o “negócio ficou sério”, afirma Peter, “pois com tantos encontros e discussões a cada garrafa de um novo vinho aberta, já adquirimos volume para mais comparações”, conclui.

O grupo afirma que uma de suas políticas é não repetir o vinho, no máximo experimentar vinhos de safras diferentes, pois a cada safra, a cada lote de produção, o vinho que é produzido é diferente e a cada especificidade um novo prazer. “Não é chegar lá e beber, temos adotado critérios a cada encontro. Fazemos comparativos de vinhos nas reuniões e sempre definimos um tema. A quantidade de garrafas também segue um critério”, afirma Jorge Moraes. Dentre os temas para a escolha dos vinhos a cada reunião, os membros elencam: vinhos de determinados países, vinhos de determinadas uvas, tipo de uva contra tipo de uva e tipos de rótulos de vinhos (animais, datas comemorativas e alusivas a temas). A precursora do grupo, Luciene Ulrich Kurt afirma que “tudo isso gera uma vontade incrível de viajar!”.

De acordo com o grupo, os aposentados gozam melhor de seu tempo aproveitando a vida, já fizeram várias viagens, mas todas com o objetivo de sempre visitar vinícolas. Dentre as viagens, o grupo destaca: Chile, Argentina, Uruguai e mesmo algumas aqui no Brasil, como na região metropolitana de Curitiba. E a cada viagem, novas experiências e aquisições – garrafas de vinho que são adquiridas e apreciadas pelo grupo a cada nova reunião.

Um ponto crucial ao apreciar vinhos é a taça utilizada a cada tipo. O grupo enfoca que acompanhado de um bom vinho, é de extrema importância a taça a ser utilizada. “Ao abrir o vinho você já sente o aroma, o vinho se pronuncia”, enaltece Sérgio Appolinario que define o passo a passo para apreciar corretamente um vinho: primeiramente após abrir a garrafa e colocar no máximo 1/3 de vinho à taça apropriada (mais larga em baixo e menos em cima, basicamente), é necessário sentir o aroma inicial do vinho (deixando de lado a vergonha e cheirando a borda da taça), após tomar um pequeno gole da bebida e deixá-lo na boca a fim de sentir de fato o aroma, o fazendo passear dentro da boca, depois agita-se o vinho com leve balançar do mesmo ainda dentro da taça e novamente leva mais um gole a boca.

O grupo vai além dos exercícios que visam apreciar vinhos. Os membros do Enoexercício também priorizam o incentivo à cultura e a solidariedade. Um grande exemplo disso foi a ação dos membros em decidir patrocinar o Grupo Folclórico Polonês Karolinka em sua viagem para recepcionar a comitiva polonesa no Rio de Janeiro, durante as Olimpíadas. Em contrapartida, ficou acordado com os representantes do grupo cultural, uma apresentação em alguma das reuniões do grupo.

No último final de semana, dia 20 de maio, o grupo promoveu um encontro diferenciado, nas dependências do Clube dos Empregados da Petrobras (Cepe), no salão de festas Diegão e reuniu os membros do Enoexercício e vários amigos, com o objetivo de valorizar a amizade e apreciar bons vinhos. O evento foi abrilhantado com uma belíssima apresentação do Karolinka e foi comemorativo aos 4 anos de feliz união dos apreciadores de vinhos. Quatro anos se passaram e o combustível do grupo ainda se mantém forte e sólido para que mais e mais anos sejam almejados juntos, a amizade.

Confira a charge sobre esta reportagem

Colaborador

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Dois Minutos de História: Série de pequenos vídeos deve contar a história de São Mateus do Sul
Projeto de lei que proíbe o uso de aparelhos celulares nas agências bancárias no município pode ser revogado
Melhora no desenvolvimento do ensino do campo é destaque na Oficina do Plano Diretor na Água Branca

Os comentários estão fechados