Histórias de Terra e Céu

Halloween Espacial

Imagem: www.recode.net

Imagem: www.recode.net

Confesso que não sou muito fã destas festividades americanizadas como o Halloween, mas preciso concordar que na última semana de outubro a “bruxa estava solta” no espaço. Primeiro, um asteroide passando muito perto da Terra… Depois, a notícia de que um objeto não identificado irá colidir com nosso planeta!!! Vamos contar estas histórias “assombradas” hoje.

Exatamente no “dia das bruxas”, o asteroide TB145, que havia sido descoberto no dia 10 de outubro, passou “raspando” o nosso planeta. Tudo bem que este “raspando” equivale à distância de 480 mil quilômetros, mas em termos espaciais é realmente muito perto. Para você ter uma ideia, só daqui a 12 anos é esperado que um novo asteroide chegue tão perto do planeta. E para atiçar ainda mais os supersticiosos, uma foto tirada do asteroide mostrou que ele tinha a forma de uma caveira (sim! Só faltou passar gritando “gostosuras ou travessuras?”).

Mas a aproximação do TB145 fica mais assustadora quando olhamos as proporções do pedregulho espacial. Ele mede 470 metros de comprimento, pesa 163 milhões de toneladas e se desloca no céu a 125 mil km/h (!!!). Se tivesse colidido com a Terra, causaria o efeito de 1.100 bombas atômicas!

Bom, mas se o TB145 passou e foi embora, a semana das bruxas também serviu para um novo anúncio: foi detectado um objeto não identificado que se chocará com nosso planeta na próxima semana. Sei que estes papos de aproximação de “objetos não identificados” podem parecer coisa destes malucos que vivem vendo ETs em todos os lugares, mas este anúncio foi publicado em um artigo da Nature, uma das principais revistas científicas do mundo.

O objeto foi detectado por telescópios do Catalina Sky Survey, no Arizona, e vem sendo monitorado há cerca de um mês. Nestas observações, sua órbita foi calculada e confirmada a rota de colisão com a Terra. Mas não há motivo para medo, o WT1190F (esse é o nome com que foi “identificado” o objeto “não identificado”) mede apenas dois metros de diâmetro.

O impacto deve ocorrer às 04h20 do dia 13. A expectativa é que o objeto queime completamente na entrada da atmosfera, mas se isso não ocorrer, ele cairá no Oceano Índico, a 65 quilômetros ao sul do Sri Lanka. E por que ele está sendo chamado de “objeto não identificado” ao invés de asteroide? É porque as observações indicam que ele é oco, sendo certamente um objeto artificial. Os cientistas acreditam que seja um pedaço de algum foguete usado na corrida espacial, na década de 60, conforme as palavras do astrofísico de Harvard, Jonathan McDowell: “é um pedaço perdido da História espacial que volta para nos assombrar”.

Que estas “bruxas” passem longe de nós, pois não há muito o que fazer se elas resolverem nos “assombrar” de verdade!

Até a próxima semana e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza
Últimos posts por Gerson Cesar Souza (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Ponta Grossa: onde as estrelas se encontram!
Tem alguém aí????
Nadolny contra os Ervateiros