Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

I Mostra Cultural: Conhecendo o Passado para Transformar o Futuro acontece em São Mateus do Sul

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura promove evento que reuniu todas as escolas da rede municipal de ensino para contar a sua história. (Fotos: Assessoria SEMEC)

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), promoveu no sábado (30/06), a I Mostra Cultural: Conhecendo o Passado para Transformar o Futuro, evento que contou com a participação das 23 escolas da rede municipal de ensino, que contaram um pouquinho da história de suas comunidades.

O evento aconteceu no Centro Polônico Marcelo Janoski (CEPOM), e levou centenas de pessoas das próprias comunidades a prestigiar o trabalho dos alunos de cada escola municipal. Um trabalho que vem sendo realizado ao longo de meses, onde cada instituição desenvolveu junto aos alunos, inúmeras atividades e estudos a fim de conhecerem mais sobre a história da localidade onde a escola está inserida.

Todas as escolas levaram amostras de tudo que descobriram em sua comunidade sobre sua própria história. Foram inúmeras fotos, objetos antigos, histórias e cartazes. A história viva das comunidades foi centrada em cada estande.

Segundo as coordenadoras dos projetos da SEMEC, Nilva Elaine Graboski e Eliziane Chagas Moura, as expectativas foram fielmente superadas. “Foi muito melhor do que esperávamos. As escolas municipais surpreenderam a todos, desde os profissionais da SEMEC, até a comunidade que prestigiou a mostra, usando e abusando da criatividade.”

A equipe da SEMEC enaltece a dedicação de cada profissional das escolas e as comunidades que colaboraram com eles. A mostra recebeu cerca de 700 pessoas que puderam vivenciar todo o trabalho e empenho das escolas para contar suas histórias.

O evento faz parte do Programa Agrinho 2018, onde as escolas se mobilizaram com todos os seus alunos durante o período de pesquisa, análise histórica e apresentação.

A mostra contou ainda com a apresentação dos talentos das escolas municipais. Cada instituição levou ao palco seus talentos de dança e canto, e de uma forma geral, todos encantaram o público com apresentações emocionantes. O evento marcou o início de um trabalho que possivelmente será anualmente realizado.

Segundo as professoras, foi mostrado o potencial de cada escola, o qual muitas vezes passa despercebido. “Conhecer, entender, respeitar e preservar as raízes e a origem de um povo, comunidade ou de uma região, é sobre tudo garantir a esse povo a condição de existir e proteger sua identidade, valorizando a cultura local. Parabéns a todos pelo excelente trabalho desenvolvido.”

Alexandre Müller

Alexandre Müller

Repórter | E-mail para contato: alexandre@gazetainformativa.com.br
Alexandre Müller
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: