Religiosidade

Igreja Batista traz neste fim de semana grupo EMME para duas apresentações que buscam a evangelização

Grupo EMME leva a palavra de Deus de forma dinâmica e interativa utilizando de peças teatrais que chamam a atenção do público. (Foto: Assessoria EMME)

A Igreja Batista de São Mateus do Sul, promoverá neste final de semana, sexta-feira e sábado (23 e 24), o evento cultural junto ao grupo da Escola de Ministério de Música e Evangelismo (EMME), no Centro da Juventude Laurival Kwiatkowski Mayer (CEJU), às 19h30.

O grupo estará em São Mateus do Sul realizando duas apresentações abertas à comunidade e com entrada franca, mas todos poderão colaborar com 1kg de alimento não perecível que será revertido às ações de natal que a igreja tradicionalmente desenvolve.

Segundo o pastor Gerson Luiz Lopez de Aragão, o grupo EMME circula por todo o Brasil com seus integrantes que são de vários estados e países. Em São Mateus do Sul apresentarão as peças evangelísticas, uma sobre a família de geração em geração e outra sobre a fé cristã que é Pedro baseado na rocha.

A Igreja Batista de São Mateus do Sul fica localizada na Rua Dona Estefânia, nº 1858, na Vila Prohmann. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

“O objetivo da vinda do grupo é o evangelismo para as pessoas que ainda não conhecem a palavra de Deus e também sobre a família, para que possamos consolidar nossos valores cristãos dentro dela. O tema abordado pelo grupo é sobre a família e a fé cristã, a salvação de Cristo Jesus, perdão de nossos pecados e a vida eterna”, salienta o pastor.
O grupo é composto por 30 pessoas, 14 meninas e 11 meninos de diversas localidades e tem três vertentes, sendo que a principal é a evangelização, falando do amor de Jesus usando a música e o teatro. Serve também para motivar e desafiar jovens a se comprometerem com o ministério e também para divulgar todos os outros.

Fundado pelo pastor Steve Peterson, o EMME teve o seu início no ano de 1985 com o grupo EMME Pioneiros. Nascido do desejo de um coração cheio de paixão por almas. Até hoje o EMME tem levado inúmeras pessoas a entregarem suas vidas a Cristo.

O EMME também se preocupa com o preparo vocal e acima de tudo espiritual dos alunos. A Equipe Vida além de muitos outros cuidados, também se atenta de como está indo o relacionamento com Deus, proporcionando momentos de íntima comunhão, com o Senhor e entre os próprios alunos.

De acordo com os membros, eles são motivados pelos resultados obtidos à cada apresentação nos locais mais longínquos do país. “O que impulsiona o grupo EMME a continuar a árdua missão de proclamar o evangelho de Cristo, é ver o resultado de pessoas que foram transformadas. Que Deus continue a fazer milagres em nosso país.”

O significado do EMME

Escola, são alunos que dedicam um ano de suas vidas e estão dispostos a dar o seu melhor para aprendizado, estando em constante treinamento e desenvolvimento; Ministério, apresentando peças musicais, teatrais e programas especiais para igrejas e comunidade.

Música, pilar que caracteriza o ministério. Uma história cheia de emoção e verdade, um musical fantástico que mostra o cotidiano da família, seus problemas, e de como Deus pode transformá-los a luz da sua palavra; Evangelismo, além dos musicais, o grupo dispõe de programações para escolas, hospitais, presídios, asilos, orfanatos e ao ar livre com quadro cênico, pantomimas, etc.

O grupo pertence à Palavra da Vida, uma instituição sem fins lucrativos, que sai pelo Brasil falando do amor de Deus em diversos locais. O objetivo principal é mostrar, que é possível ser feliz sem usar drogas, álcool, prostituição.

Serviço:

Data: sexta-feira (23) e sábado (24).
Horário: 19h30
Local: Centro da Juventude, Rua João Bettega, 2263.
Entrada Franca – sugestão de levar 1 kg de alimento.

Repórter | E-mail para contato: alexandre@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
28ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes acontece em São Mateus do Sul
Pelo 12º ano consecutivo, Braspol de São Mateus do Sul organiza momento de oração para São João Paulo II
Via Sacra rezada em polonês mantém tradição e integra descendentes de imigrantes

Os comentários estão fechados