Piloto e copiloto morreram carbonizados após a aeronave cair em rodovia. (Foto: Reprodução Band)

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu após a queda de um helicóptero em São Paulo nesta segunda-feira (11). 

A informação foi confirmada pela Folha de São Paulo. Mais cedo, o Corpo de Bombeiros informou que duas pessoas tinham morrido após um helicóptero cair sobre um caminhão em trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo.

Eles seriam o piloto e o copiloto da aeronave, segundo as informações preliminares da corporação. A confirmação de que o jornalista era um dos ocupantes veio mais tarde. O helicóptero era um modelo de 1975.

O jornalista trabalhava atualmente no Grupo Bandeirantes de Comunicação, apresentando dois programas diários, A Notícia com Ricardo Boechat, um matinal na rádio BandNews FM, e o Jornal da Band à noite, na TV Bandeirantes. Ele tinha também uma coluna na revista semanal Istoé.

Na manhã desta segunda, Boechat falou em seu programa matinal no rádio sobre a sucessão de tragédias no país, como Brumadinho, e no ninho do Urubu, no Rio de Janeiro.

O jornalista estava em Campinas palestrando a convite de uma empresa farmacêutica, Libbs, que fretou a aeronave. 

Ricardo Boechat era filho do diplomata Ricardo Eugênio Boechat e nasceu no dia 13 de julho de 1952, em Buenos Aires. Na época, o pai estava a serviço do Ministério das Relações Exteriores na Argentina. O jornalista já teve passagem pelo O Globo, O Estado de S.Paulo, Jornal do Brasil e O Dia.

Na década de 1990 chegou a ter uma coluna diária no Bom Dia Brasil, jornal matutino da TV Globo.

Boechat é ganhador de três prêmios Esso de jornalismo. É também o maior ganhador do Prêmio Comunique-se.

O acidente

Um caminhão foi atingido pela aeronave na queda, e o motorista foi socorrido. Ainda não se sabe o estado de saúde dele.

O acidente ocorreu na altura do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco, próximo a um pedágio. 

A corporação atende a ocorrência com um helicóptero e 11 viaturas.

Foram feitas interdições parciais nas pistas do Rodoanel sentido Perus ​e da Anhanguera sentido Jundiaí. A concessionária ​CCR Rodoanel, que administra o trecho oeste do Rodoanel, informa que os motoristas têm como opção acessar a Anhanguera sentido São Paulo e pegar um retorno no quilômetro 18 para seguir sentido Jundiaí.

Fonte: Folha de São Paulo

Redação do jornal Gazeta Informativa

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Tarifa de água e esgoto terão reajuste de 12,13% no Paraná
São João do Triunfo é contemplado mais uma vez na Mega Sena
Bingo Beneficente: Anderson precisa da sua ajuda!

Deixe seu comentário

*