(Foto: Carlos Karpinski)

Aconteceu na última terça-feira (15), na Câmara Municipal de São Mateus do Sul, a 36ª sessão ordinária do ano. Estiveram presentes na sessão, o Juiz da Comarca, André Olivério Padilha, que na oportunidade apresentou aos vereadores o projeto para a construção do novo prédio do Fórum da Comarca em São Mateus do Sul.

Para a nova construção, o município terá que doar uma área de 6 à 8 mil m², que são exigido pelo Tribunal de Justiça, pois os projetos são padrões em todas as Comarcas.

Estuda-se a possibilidade da doação da área onde atualmente está o ginásio de esportes, próximo ao Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tia Dirce, na Vila Prohmann.

O presidente da Câmara, vereador Nereu Edmundo Dal Lago, se comprometeu em marcar sessões extraordinárias para que seja aprovada a doação do terreno para o Tribunal de Justiça do Estado o mais breve possível.

A construção do novo prédio do Fórum será de responsabilidade do Tribunal de Justiça do Paraná. Em contrapartida, o prédio do atual Fórum Túlio de França passaria em concessão de uso para o município por 30 anos.

Foram colocados em discussão e votação os seguintes projetos de lei.

Projeto de Lei Nº 036/2019: abre ao Orçamento do Município, crédito adicional especial, no valor de R$ 15 mil através de superávit financeiro na fonte 494 – Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde. Projeto em segunda discussão e votação;
Projeto de Lei Nº 011/2019: concede título de cidadão honorário para Sandro Alex Cruz Oliveira. Projeto em primeira discussão e votação;
Projeto de Lei Nº 012/2019: concede título de cidadã honorária para Cristina Márcia Soriano Veloso Andreacci;
Projeto de Lei Nº 013/2019: reestrutura o sistema de controle interno da Câmara Municipal de São Mateus do Sul e disciplina o seu funcionamento, estrutura e competências.

Todos foram aprovados por unanimidade.

O presidente da Câmara encerrou a sessão chamando a vereadora Marta Centa apara compor a mesa diretora para homenagear o Dia dos Professores, já que a vereadora é também professora. Eles se aproximaram da Bandeira nacional e disseram a seguinte frase, “Bandeira, símbolo maior do meu país, por essa Terra eu mato e morro, em defesa de tua honra e de seu povo… Viva os professores.”

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Vereadores votam LDO sem perspectiva de crescimento econômico para 2021
Projeto de Lei do Executivo causa polêmica e muita discussão na Câmara Municipal
Eleitores vão às urnas e exercem o direito do voto na 12ª Zona Eleitoral em São Mateus do Sul e Antonio Olinto