Política e Cidadania

Justiça Eleitoral promove testes de votação das urnas utilizadas na 12ª Zona Eleitoral no processo eleitoral

Cerimônia de carga e lacração das urnas eletrônicas que serão utilizadas no 2º turno das eleições gerais de 2018 acontece nesta sexta-feira (19). (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Acontece nesta sexta-feira (19), no Cartório Eleitoral da 12ª Zona Eleitoral (ZE), de São Mateus do Sul, a cerimônia de carga e lacração das urnas eletrônicas que serão utilizadas no 2º turno das eleições gerais de 2018.

A 12ª ZE compreende os municípios de São Mateus do Sul e Antonio Olinto e possui 147 urnas, 124 oficialmente utilizadas nas sessões e as demais compõe as urnas de contingência, que são aquelas que ficam reservadas caso aconteça algum problema nas urnas durante o processo de votação.

A cerimônia acontece a partir das 9h e é aberta ao público em geral em cada Fórum Eleitoral, onde é realizada a cópia dos sistemas eleitorais, das informações dos candidatos e dos eleitores em mídias (pen drives). Em seguida, os pen drives são inseridos nas urnas eletrônicas, as quais recebem lacres numerados e assinados pelo Juiz Eleitoral e pelo Promotor Eleitoral. Ou seja, qualquer alteração na urna eletrônica entre esta cerimônia e a entrega da urna no local de votação poderia ser detectada a partir do rompimento destes lacres.

Às 15h acontecerá a auditoria junto à toda a comunidade, das urnas escolhidas de forma aleatória pelos presentes. Um teste real, onde os cidadãos que estiverem acompanhando a ação poderão escolher as urnas de suas sessões de votação e prover a simulação com seu título eleitoral.

Segundo a chefe do cartório eleitoral, Ana Cláudia Neumann Cabral, a Justiça Eleitoral dispõe de um software próprio para os testes, não influenciando a carga oficial de cada urna, e que podem ser realizados pré ou pós eleições.

O juiz eleitoral, André Olivério Padilha, convida toda comunidade para acompanhar, desde o processo da inserção das mídias e lacração das urnas e principalmente ao teste em que as mesmas serão submetidas. “Destaco a importância da participação dos diversos segmentos da sociedade durante a auditoria, sobretudo em virtude das notícias falaciosas que circulam nas redes sociais questionando a confiabilidade das urnas e a segurança e integridade do sistema eletrônico de votação.”

De acordo com o cartório eleitoral, houveram registros oficiais em ata, de pessoas que durante a votação do primeiro turno, realizada no dia 7 de outubro, nos municípios de São Mateus do Sul e Antonio Olinto, relataram que não foi possível confirmar seus votos para presidente. Segundo os eleitores, o número foi digitado e a urna automaticamente passou para a tela de geração de resultado.

Esses eleitores foram convocados para acompanhar a auditoria, além de uma comunicação formal provinda diretamente no Fórum Eleitoral, de eleitor que relatou um possível problema na urna eletrônica em sua sessão. Além destes, também serão convocados os eleitores que foram identificados nas redes sociais provendo relatos sobre fraudes no processo eleitoral e nas urnas eletrônicas. “Em momento algum os referidos eleitores que fizeram questionamentos nas redes sociais vieram ao cartório eleitoral obter informações ou fizeram algum tipo de denúncia ou relato oficial”, comenta Ana Cláudia.

A chefe do cartório ainda comenta: “Todo processo eleitoral é muito sério e estes relatos prejudicam. Eles envolvem toda uma instituição e nós, enquanto servidores, temos a preocupação de passar à comunidade a segurança que nós temos do processo eleitoral atuando dentro da Justiça Eleitoral e queremos compartilhar nesse momento como funciona tudo, embora sempre tenhamos o cuidado de publicizar todas as informações. Queremos que todas as pessoas que utilizam das redes sociais para prover questionamentos acerca do processo eleitoral, possam estar presentes e presenciar essa auditoria.”

Colaborador

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Vereador Picheth é pré-candidato a prefeito de São Mateus do Sul pelo PDT
Mitos e verdades para o 2º turno das eleições
Hussein deixa a vice-liderança, mas governador pede por permanência

Os comentários estão fechados