(Imagem Ilustrativa)

Assistindo um podcast dia desses, com um cantor que fez muito sucesso há uns 30 anos, e a certa altura da entrevista comentou uma coisa sobre a loucura que era a sua época de jovem, na verdade era uma das chamadas boy band nacionais, e falou algo sobre um fenômeno da época e que muitos conhecem ou ouviram falar, Menudos.

Falando nisso, me recordei de ter presenciado uma situação com eles, os Menudos e comentei a situação com um amigo, para tentar explicar o que foi aquilo e tentando fazer, na medida do possível, uma pequena relação sobre a histeria que foi dos Beatles, pois a gente vê as imagens e não consegue entender o que foi aquilo. Estávamos comentando sobre música e a diferença de antes e hoje.

O acontecido foi em 1986 mais ou menos, estava na Praça Santos Andrade em Curitiba, mais precisamente sentado na escadaria do prédio histórico da Universidade Federal do Paraná, estava pela hora do almoço e esperava as bilheterias do Teatro Guaíra abrirem para comprar ingresso para o show do Gilberto Gil, me recordo que era o show do disco Raça Humana (que realmente foi show). Enquanto esperava a abertura das bilheterias, eu vi um monte de adolescentes e muitas mulheres adultas também em volta de um hotel e não sabia do que se tratava, a rua estava fechada para aquilo tudo. Do alto das escadarias dava pra ver bem o movimento que acontecia, mas a maioria das pessoas não imaginava do que se tratava, até que alguém comentou que era para algum cantor. Fiquei imaginando quem seria o responsável por todo aquele movimento, e fiquei esperando ao longe pra ver. Não demorou muito e foi uma histeria que me lembrava aqueles vídeos dos Beatles, uma gritaria sem igual, o cordão de isolamento foi invadido quando um micro-ônibus chegou, desceu algumas pessoas e foi uma decepção, pois não era quem esperavam. Mais uns 15 minutos e chegaram os Menudos, aí eu entendi o que acontecia, eles fariam show na cidade no estádio do Coritiba, naquela noite. Eram cartazes, faixas e gritaria sem fim, não sei como conseguiram entrar no hotel, depois apareceram nas janelas e eram desmaios de todos os lados e gritos e mais gritos.

Eu fui a muitos shows quando era mais novo, na verdade da grande maioria das bandas dos anos 80 e muitas ainda resistem até hoje, era uma legião de fãs e shows muito legais, mas nada chegava perto daquilo que eu vi naquele dia. Por isso consigo fazer uma relação com os Beatles, era algo realmente insano. Talvez alguns desmaios eram fake, mas eu presenciei muitas ambulâncias saindo com mulheres desmaiadas, e eles não fariam isso se não fosse verdade, bastava jogar uma água no rosto e pronto. Vi gente sendo pisoteada e a polícia tentando acudir essas meninas e mulheres que eram pisoteadas de verdade, naquele tumulto todo. Eu só ficava imaginando e pensando como era com os Beatles e Elvis Presley, nunca mais vi algo parecido na vida. E assim eu tentava explicar para o meu amigo, o que eu vi e o que devia ser na época das grandes bandas do passado. Público pode ter até mais do que antes, mas a histeria da época foi outra coisa, uma coisa à parte, difícil explicar, teria que presenciar.

Já assisti finais de campeonato de futebol nos estádios, participei das comemorações de vitória de determinadas partidas e pareciam ser a coisa mais insana possível, apesar de não curtir os Menudos, entendo a época e hoje todo o trabalho de marketing que foi criado em cima deles e os resultados obtidos. Tão grande que eles se tornaram, que depois começaram as boy bands nos Estados Unidos, pois viram o mercado que eles criaram e apesar de talvez algumas dessas bandas terem conseguido talvez mais dinheiro que os Menudos, mas não criaram a histeria que eles foram. Coisas que presenciei na vida.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Apenas um torcedor nato
Coisas simples da vida
O que você fazia Tio?