Educação e Cultura

Lista de espera em Centros Municipais de Educação Infantil tem previsão de diminuição em 2018

Zerar as vagas nos CMEI’s é uma das principais metas da Secretaria Municipal de Educação para o ano letivo de 2018. Atualmente 1400 alunos estão matriculados nos 11 CMEIS de São Mateus do Sul, enquanto 250 aguardam na lista de espera. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Um dos principais assuntos que rondam o dia a dia daqueles pais que trabalham e precisam deixar seus filhos sob cuidados que exigem responsabilidade e zelo, é a questão das vagas nos Centro Municipais de Educação Infantil (CMEI’s).

Essa realidade também permeia São Mateus do Sul que há anos vem buscando zerar a famosa lista de espera existente para o aguardo de uma vaga na educação infantil pública. Os CMEI’s são centros municipais de ensino que trabalham a escolarização de forma lúdica e pedagógica.

Em conversa com o Secretário Municipal de Educação e Cultura, Jorge Wallace Manfroni, a equipe da Gazeta Informativa foi norteada quanto ao processo de como vem se desencadeando o atendimento às vagas das instituições.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) ao final do ano de 2016 haviam 1.100 alunos matriculados nos 11 CMEI’s do município, dentre os quais 718 crianças atendidas em período integral e 382 em período parcial. “Desde o momento que fui convidado pelo prefeito a assumir a pasta da SEMEC, em conversa com toda a equipe visando a elaboração do processo se notou que dentre as 382 crianças que estavam no período parcial, cerca de 300 pais queriam o período integral”, afirma Manfroni.

Na mesma época segundo Manfroni, existia uma lista de espera com 400 crianças, sem considerar aquelas atendidas no período parcial, ou seja, tornando a lista de espera ainda maior. Já em 2017 todos os alunos matriculados foram transferidos para o período integral e as mães que quiseram dar continuidade ao atendimento em período parcial no ato da matricula assinaram um termo abdicando do desenvolvimento escolar, motor, cognitivo da criança naquele período que ele não está no CMEI. No mesmo ano se registraram 1.280 matrículas, onde 1.180 crianças atendidas em período integral e 100 no período parcial.

Em 2018, o início do ano letivo que acontecerá no dia 19 de fevereiro na rede municipal de ensino contará com 1.400 crianças já matriculadas nos centros de educação infantil e em breve será inaugurada uma extensão para o CMEI Mundo Encantado na rua Guilherme Kantor, local este que está recebendo uma estruturação para acomodar as crianças e colaborará para a diminuição da lista de espera que hoje atinge 250 crianças que aguardam uma vaga.

Jorge Manfroni garante, “em 2018 temos a meta de zerar a lista de espera e matricular todos os alunos, pois vejo a necessidade dos pais em ter de trabalhar e poder deixar seu filho em local adequado”. O secretário ainda menciona que no ano passado as obras do CMEI das Tamareiras foram retomadas e já com 92% da obra concluída a empresa responsável desistiu do trabalho, exigindo que a secretária de obras do município fizesse um levantamento especifico de todas as necessidades que a obra exige para que possa ser finalizada, e dessa forma os devidos procedimentos sejam adotados junto aos órgãos responsáveis.

Assim que a obra estiver concluída o secretário estima que a lista de espera pode chegar próxima de totalizar o atendimento, a instituição atenderá a cerca de 150 a 180 crianças e poderia haver um remanejamento em outras unidades a fim de logística.

Já foi solicitado a abertura de concurso para a contratação de 70 profissionais da educação, sendo 30 professores 40 horas para a educação infantil e 40 professores 20 horas para o ensino fundamental. “Por um concurso se tratar de um processo burocrático e demorado, elaboramos a contratação via Processo Seletivo Simplificado (PSS) de 20 profissionais que já estarão compondo o quadro no início das aulas”, salienta Jorge que enfatiza que esse processo do PSS foi um trabalho conjunto entre a equipe do SEMEC e o Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal e que os profissionais que em breve assumirão agregarão muito ao ensino em São Mateus do Sul.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Karolinka prepara temporada de novidades para comemorar 25 anos
Cerca de 200 professores de São Mateus do Sul estão em greve
Projetos são-mateuenses são destaque no Programa Agrinho 2018