Policial

Médico ex-prefeito de São João do Triunfo esfaqueia colega de trabalho

Divulgação

Uma discussão entre os médicos Luiz Azambuja e Luiz Muniz de Lima, ex-prefeito de São João do Triunfo, que trabalham na Santa Casa de Pontes e Lacerda, no Mato Grosso, acabou em facadas, no último sábado (30/01).

Após a troca de ofensas evoluir para agressão física, um dos profissionais usou uma faca contra o outro. O golpe que atingiu o punho causou um ferimento profundo.

Os médicos, Luiz Azambuja e Luiz Muniz de Lima, que foi prefeito de São João do Triunfo, já se desentendiam há alguns meses. Segundo informações, desde que o Lima  arrombou o armário de uso pessoal do Azambuja sem autorização.

Na tarde de sábado, segundo testemunhas, Lima estava de plantão e, ao sair do hospital, encontrou o colega e os dois começaram a discutir. O clima “esquentou” e os médicos partiram para agressão física, até que Lima desferiu golpes de faca que atingiram o ombro e o punho do outro envolvido.

Após o caso, Lima se dirigiu até a Delegacia para registrar um Boletim de Ocorrências contra o outro médico. Ele afirmou que usou a faca para se defender e que se sentiu ameaçado. Declarou, ainda, que o Azambuja estava “totalmente embriagado e fora de controle emocional”.

A direção da Santa Casa não permitiu que o médico continuasse no plantão, sendo substituído.

Lima foi prefeito de São João do Triunfo por dois mandatos, de 2005 a 2012.

Lima foi um dos articuladores de uma chapa de oposição que tentou concorrer à direção do Hospital de Pontes e Lacerda nas eleições do final do ano passado.

Com essa agressão, o médico pode responder pelo crime de tentativa de homicídio.

Fonte: www.tvcentrooeste.com.br

Redação do jornal Gazeta Informativa

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Mais dois foragidos da cadeia de São Mateus do Sul são encontrados
Colégio Estadual São Mateus foi cenário de depredação e mau uso durante os Jogos Abertos
Bombeiro de São Mateus do Sul é atingido por pneu na BR-476 durante atendimento

Os comentários estão fechados