Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

Medo de Dentista

Imagem Ilustrativa

Recebi, há algumas semanas, uma mensagem do meu colega e colunista Gerson Cesar Sousa sugerindo que eu falasse a respeito do tão famoso “medo de dentista’. Esse é um assunto interessante de ser discutido porque é algo muito comum.

Aliás, você tem medo de dentista?

Quando procuro a frase “medo de dentista” na pesquisa do Google encontro, aproximadamente, 604.000 resultados.

Mas, por que é que tanta gente tem medo de dentista?

O medo de dentista não é exclusivo de crianças, para muitos adultos agendar uma simples consulta no dentista é algo que traz preocupação. Porém, o medo de dentista é – na maioria das vezes – originado na infância, isso ocorre quando os pais ou responsáveis usam a visita ao dentista como “punição”, “castigo” ou algo ruim. É apenas na idade adulta que esses medos irão se transformar em ansiedade e fobia. Porém, existem casos em que, na idade adulta, o paciente desenvolve o medo do dentista, seja por conta de experiências desconfortáveis, pela falta de confiança no profissional, ou simplesmente por desconhecer o procedimento que esta sendo realizado.

Como acabar com o medo do dentista?

Em casos leves de medo e ansiedade medidas simples podem ser tomadas para tornar a visita ao dentista confortável. Algumas dicas são: procure um dentista da sua confiança (independente de preço), crie um vínculo com esse profissional, ou seja, faça as perguntas que achar necessário para tirar a sua insegurança. Marque consultas regularmente, com uma saúde bucal em dia serão realizados somente procedimentos mais simples. Se você é papai ou mamãe, fale coisas positivas sobre o seu dentista, torne a consulta odontológica algo importante e legal, não assuste com frases de punição ou castigo. Você é a referência para seu filho, sua opinião é muito importante. Ensine que o dentista é um amigo que irá ajudá-lo a cuidar dos dentes. Além disso, cuide da higiene bucal da criança.

O que os dentistas tem feito para melhorar o conforto de pacientes com medo e ansiedade?

A odontologia já possui profissionais que trabalham exclusivamente com pessoa que apresentam fobia (um grau severo de medo de dentista). Além disso, a conversa com o paciente, músicas, revistas são meios de tornar o ambiente mais agradável e a consulta mais confortável. No caso de pacientes infantis, alternativas como paredes coloridas, decorações, brinquedos temáticos e brindes são usados para tornar a visita ao dentista divertida e legal.

Espero ter ajudado com essas dicas!

Lembre-se, somos profissionais capacitados e nos propomos a fazer o melhor para reestabelecer o bem estar e tornar o sorriso ainda mais bonito.

Até a próxima semana!

REFERÊNCIAS:

Sites:
http://www.psicologiafree.com/curiosidades/medo-e-fobia-diferencas-e-semelhancas/
http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/psicologa-diz-como-nao-deixar-criancas-com-medo-de-dentista,b8044b2e6d4f7410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

Livro:
Medo de Dentista – Plínio Marcos Modaffore

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Cuidados na infância: A cárie de mamadeira
A equipe odontológica: Técnico em Saúde Bucal (TSB)
Dente do Siso: Conhecendo um pouco mais