Geral

Mercados são-mateuenses criam expectativas na venda de produtos de Páscoa

A previsão é que as vendas aumentem no final desse mês de março. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

A Páscoa é uma época de forte devoção e fraternidade entre as pessoas, independentemente do credo. Muitas fazem do momento de sacrifício cristão uma oportunidade de olhar a vida e as atitudes de outra maneira. Em 2018, a Páscoa acontecerá no dia 1º de abril.

Nesse período do ano é comum as pessoas presentearem as outras com ovos de Páscoa, que simbolizam a vida, nascimento e ressurreição. Influenciados fortemente com grandes marcas, os ovos de Páscoa ganham destaque em linhas mercadistas nesse período, onde espalhados pelas prateleiras, enchem os olhos dos apreciadores da deliciosa guloseima.

Desde que o país apresentou fortes crises, a compra e o estoque dos ovos de Páscoa foram diminuindo nas empresas que revendem esse tipo de produto. Neste ano, a indústria aposta em um momento positivo, e a expectativa é de que as vendas se mantenham como no ano passado, e aumente com o passar dos próximos dias.

A retomada da economia brasileira é um dos pontos chaves para fazer com que a movimentação na compra dos ovos de Páscoa não diminua em 2018. Este cenário positivo impulsiona a volta pela procura de produtos tradicionais desta data anual.

A Gazeta Informativa realizou uma pesquisa nos principais mercados de São Mateus do Sul. De acordo com informações disponibilizadas por gerentes responsáveis pelas sedes, a expectativa é de que as compras não sejam menores como no ano passado.

Alguns mercados não diminuíram seu estoque, e houve empresa que aumentou em 10% a demanda dos chocolates. “Estamos confiantes para a Páscoa desse ano. Um dos motivos de nossa expectativa é que a data da Páscoa será no começo do mês, diferente do ano passado”, destaca a gerente do Supermercado Baratão, que ainda reforça que a alta expectativa de venda é no final do mês, onde os preços passam a diminuir. A gerente reforça que os fornecedores também estão com essa mesma perspectiva.

Uma das probabilidades é que as pessoas optem por ovos de Páscoa mais baratos, atraindo dessa maneira um maior interesse nos grandes mercados e a compra de maiores quantidades. Uma das principais estratégias de venda é a colocação de espaços montados exclusivamente para os chocolates, atraindo assim, o interesse dos clientes.

Como surgiu o costume de presentear as pessoas com ovos de chocolate?

Isso é muito mais antigo que o próprio nascimento de Jesus Cristo. Essa prática era muito comum em culturas antigas com o objetivo de comemorar a chegada da primavera. A relação desses ovos com o cristianismo surgiu no ano de 325 no Concílio de Nicéia, onde os sacerdotes católicos adaptaram tradições antigas para fins religiosos com a intenção de atrair novos fiéis a igreja.

Naquela época, os ovos de páscoa não eram dados para serem comidos, mas como um presente que simbolizava o início da vida. O ovo comestível, com chocolate, surgiu no século XVIII, quando franceses tiveram a grande ideia de produzir os ovos com chocolate. Porém, naquela época, eles recheavam ovos de galinhas com o delicioso doce. Para chegar ao formato atual de ovo de páscoa, todo feito de chocolate, foram necessários vários avanços tecnológicos na culinária.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Pratos do 2º Festival Gastronômico vão explorar a erva-mate; empresas já podem se inscrever
Prefeitura inaugura sistema de consulta de protocolo on-line
Exército Brasileiro estará em São Mateus do Sul para simulado na SIX