Histórias de Terra e Céu

Meteoros à vista

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Uma das mais belas atividades para um astrônomo amador é assistir a uma chuva de meteoros. Você não precisa de telescópios, lunetas ou binóculos para curtir este espetáculo. Precisa apenas de um local escuro para observar, além de saber quando vai ocorrer e para onde deve olhar. Vamos falar sobre três chuvas que enfeitarão o céu nestes três últimos meses do ano.

Meteoros são pedregulhos que vagam no espaço, geralmente pedaços de cometas ou asteroides, e que, ao entrar na atmosfera da Terra começam a se queimar devido ao atrito com o ar, durante a queda. Muitas pessoas chamam estes astros de “estrelas cadentes” e costumam fazer desejos ao vê-los. Mas se você quer encontrar um meteoro, há alguns momentos no ano em que ocorrem as “chuvas de meteoro”.

Neste mês de outubro a mais famosa chuva é a Orionídeas, que é formada por poeiras deixadas pelo cometa Halley. Tem este nome porque o radiante da chuva (que é o ponto de onde os meteoros parecem partir) fica na constelação do Órion. Apesar do pico da chuva ocorrer no dia 21, os meteoros podem ser vistos entre os dias 20 e 24. A constelação do Órion é fácil de identificar no céu, pois é nela que ficam as famosas Três Marias. Nestes dias em que a chuva ocorre, o Órion nascerá por volta da meia-noite, mas a melhor visualização dos meteoros ocorrerá após as quatro horas da madrugada, quando a lua já terá se retirado e o Órion estará no alto do céu.

Mas se você perder a chuva de outubro, não se preocupe. No próximo mês a Terra cruzará os caminhos do cometa Tempel-Tuttle, ocorrendo a chuva de meteoros Leonídeas. Esta chuva ocorrerá entre os dias 13 e 20 de novembro, mas serão as noites de 17 e 18 que trarão o pico da chuva. Você deve olhar para a constelação de Leão, próximo ao local onde estará o planeta Júpiter, um pouco acima do horizonte leste, entre as quatro e as seis da manhã.

Mas como muita gente reclama de ter que acordar às quatro da manhã para procurar meteoros, o mês de dezembro trará uma bela chuva que pode ser vista ao anoitecer. A Geminídeas ocorre devido à passagem da Terra pela órbita do asteroide 3200 Faetonte. As noites de 12 e 13 de dezembro trarão o pico da chuva. Em alguns anos é possível ver de 50 a 100 meteoros por hora, e um diferencial é que esta chuva traz meteoros muito brilhantes. Você poderá ver esta chuva a partir as 21 horas, mas ela realmente ficará mais intensa após a meia noite.

Espero que as chuvas e tempestades que têm assolado nossa São Mateus não atrapalhem a nossa visão das belas chuvas de meteoro que ocorrerão até o final do ano.

Até a próxima semana e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza
Últimos posts por Gerson Cesar Souza (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Nazistas em São Mateus
O massacre dos professores, o garoto de Ibiporã e a Dona Aranha…
Uma cidade que amava o Cinema