Cidade

Ministério da Saúde aprova dois projetos do Pronas da Apae do município

O Centro de Atendimento de Saúde da APAE atua desde agosto de 2016, e possui 844 m² e 10 salas de atendimento. No espaço são atendidas diversas especialidades para portadores de deficiência. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

O Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial da União, no dia 4 de dezembro, os projetos aprovados para o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD). Na lista, dois projetos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de São Mateus do Sul receberam aprovação e estão abertos à captação de recursos.

Os projetos da Apae do município são “Dentes Saudáveis”, que tem como objetivo o início de atendimentos odontológico em reabilitação e habilitação aos pacientes da instituição e estender o serviço de saúde bucal para outras pessoas com deficiência, sem vínculo com a instituição, e o projeto “Hidrosaúde”, com a finalidade de equipar o espaço destinado à hidroterapia e proporcionar um ambiente adequado para os atendimentos. Para execução, a instituição precisa fazer a captação de R$ 614.421,19 (Dentes Saudáveis) e R$ 261.503,07 (Hidrosaúde).

De acordo com o Presidente da Apae de São Mateus do Sul, Luiz Cesar Pabis, o foco da instituição, neste momento, é a captação de recursos para que os projetos possam ser executados. “A aprovação de dois projetos da nossa instituição é algo bastante expressivo, especialmente porque ampliaremos o atendimento à pessoa com deficiência e poderemos oferecer dois novos serviços aqui no município, porém, para que consigamos executar os projetos, será necessária a parceria com empresas interessadas em fazer parte deste sonho”, explica.

A captação de recursos para os projetos é feita a partir da doação do Imposto de Renda das empresas. Para fazer sua doação, as empresas devem entrar em contato com a Apae do município no telefone (42) 3532-1646, e informar a sua intenção de doar ao projeto “Dentes Saudáveis” ou “Hidrosaúde”. As empresas, tributadas com base no lucro real, poderão deduzir do imposto sobre a renda devido, em cada período de apuração, trimestral ou anual, o valor total das doações, limitado a 1% do imposto devido, vedado à dedução como despesa operacional. Para apoiar os projetos aprovados, as empresas devem depositar o valor desejado para doação na conta captação do projeto até o dia 27 de dezembro de 2018. “Na prática, ao ajudar um dos projetos, a empresa destina parte de seu imposto de renda devido para investimentos na Apae de São Mateus do Sul”, finaliza Pabis.

Fonte: Assessoria de Comunicação Apae 

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
IG-Mathe é homenageada na Assembleia Legislativa do Paraná
Jorge Manfroni se despede da Secretaria de Educação, Cultura e Turismo
Barracão da Cosamar será reestruturado