Cidade

Mulheres se reúnem no 1º Encontro do Comdim

O delegado Jonas Amaral Peixoto explanou assuntos sobre casos de violência contra a mulher no município. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

O 1º Encontro do Conselho dos Direitos da Mulher de São Mateus do Sul (Comdim), trouxe mais autoestima e empoderamento quando as mulheres participantes perceberam a sua importância na sociedade que estão inseridas. O evento aconteceu durante toda a manhã de sábado (24), nas dependências do Centro da Juventude (Ceju).

O tema alusivo ao encontro foi o Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher, que aconteceu no dia 25 de novembro. Essa data foi criada em 1999 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, militantes conhecidas como “Las mariposas” que lutavam contra a ditadura de Rafael Leônidas Trujillo na República Dominicana e foram assassinadas na mesma data em 1960.

O delegado Jonas Amaral Peixoto, que atua em São Mateus do Sul na 3ª Subdivisão Policial, trouxe em sua fala durante o encontro a importância da denúncia feita pelas vítimas, e também ressaltou a atuação da polícia nesses casos. “Essa realidade infelizmente está próxima, pois aqui no município aconteceu o primeiro caso de feminicídio que foi à condenação, nas proximidades do Posto Castrovel”, relembra. Em sua fala, o delegado explicou que a violência contra a mulher está mais perto do que pensamos e às vezes tomam rumos irreversíveis. A palestra conscientizou todos que estavam presentes.

As mulheres são-mateuenses marcaram presença no evento realizado durante toda a manhã de sábado (24).

A abordagem sobre a violência feminina também foi o tema da psicóloga Renate Jéssica Krzesinski, vinda diretamente de Três Barras. Durante sua fala, a profissional explicou que os sinais de violência são apresentados logo no início do relacionamento, como ataques verbais e abusos. A partir do momento que a mulher percebe que essas atitudes são cada vez mais prejudiciais, ela deve recorrer a ajuda.

Técnicas de defesa pessoal também foram repassadas para as mulheres, Jéssica Lais Gassner Albin e o marido Fabiano foram os instrutores que mostraram na prática como as mulheres podem se defender.

Houve exposições de fotografias enfatizando a vida da mulher negra na sociedade.

Além desses temas relevantes na atualidade, as mulheres conheceram de perto o trabalho feito pelo Comdim e também do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que estavam expondo o que é realizado em cada local. Oficinas de dança, ioga, reiki e maquiagem feitas pelas alunas do SENAC também fizeram parte da manhã de todas as participantes. A Secretaria de Saúde disponibilizou testes rápidos de saúde e aferição de pressão.

“O encontro foi de grande valia às mulheres que compareceram. A partir deste evento pudemos perceber, através de depoimentos de participantes, o quanto é importante para a comunidade são-mateuense esta ação, pois acreditamos que são nessas pequenas construções que vamos criando espaços para que possamos aprimorar a luta por igualdade, respeito e valorização da mulher”, comenta Maria de Lourdes Pereira Diedrichs (Udi), Presidente do Comdim.
As reuniões do conselho acontecem na primeira quinta-feira de cada mês, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Maiores informações ligar no (42) 3912-7135 ou através do e-mail: comdim.sms@gmail.com.
A Gazeta Informativa realizou uma matéria especial sobre o conselho na edição 187, e a matéria já está disponível em clicando aqui.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prefeitura abre processo licitatório para contratação de empresa que realize Concurso Público
Segunda fase do Plano Diretor foi apresentada para as Secretarias Municipais
Mês de Outubro se encerrou com atividades de conscientização