Cidade

Mulheres se reúnem no 1º Encontro do Comdim

O delegado Jonas Amaral Peixoto explanou assuntos sobre casos de violência contra a mulher no município. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

O 1º Encontro do Conselho dos Direitos da Mulher de São Mateus do Sul (Comdim), trouxe mais autoestima e empoderamento quando as mulheres participantes perceberam a sua importância na sociedade que estão inseridas. O evento aconteceu durante toda a manhã de sábado (24), nas dependências do Centro da Juventude (Ceju).

O tema alusivo ao encontro foi o Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher, que aconteceu no dia 25 de novembro. Essa data foi criada em 1999 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, militantes conhecidas como “Las mariposas” que lutavam contra a ditadura de Rafael Leônidas Trujillo na República Dominicana e foram assassinadas na mesma data em 1960.

O delegado Jonas Amaral Peixoto, que atua em São Mateus do Sul na 3ª Subdivisão Policial, trouxe em sua fala durante o encontro a importância da denúncia feita pelas vítimas, e também ressaltou a atuação da polícia nesses casos. “Essa realidade infelizmente está próxima, pois aqui no município aconteceu o primeiro caso de feminicídio que foi à condenação, nas proximidades do Posto Castrovel”, relembra. Em sua fala, o delegado explicou que a violência contra a mulher está mais perto do que pensamos e às vezes tomam rumos irreversíveis. A palestra conscientizou todos que estavam presentes.

As mulheres são-mateuenses marcaram presença no evento realizado durante toda a manhã de sábado (24).

A abordagem sobre a violência feminina também foi o tema da psicóloga Renate Jéssica Krzesinski, vinda diretamente de Três Barras. Durante sua fala, a profissional explicou que os sinais de violência são apresentados logo no início do relacionamento, como ataques verbais e abusos. A partir do momento que a mulher percebe que essas atitudes são cada vez mais prejudiciais, ela deve recorrer a ajuda.

Técnicas de defesa pessoal também foram repassadas para as mulheres, Jéssica Lais Gassner Albin e o marido Fabiano foram os instrutores que mostraram na prática como as mulheres podem se defender.

Houve exposições de fotografias enfatizando a vida da mulher negra na sociedade.

Além desses temas relevantes na atualidade, as mulheres conheceram de perto o trabalho feito pelo Comdim e também do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que estavam expondo o que é realizado em cada local. Oficinas de dança, ioga, reiki e maquiagem feitas pelas alunas do SENAC também fizeram parte da manhã de todas as participantes. A Secretaria de Saúde disponibilizou testes rápidos de saúde e aferição de pressão.

“O encontro foi de grande valia às mulheres que compareceram. A partir deste evento pudemos perceber, através de depoimentos de participantes, o quanto é importante para a comunidade são-mateuense esta ação, pois acreditamos que são nessas pequenas construções que vamos criando espaços para que possamos aprimorar a luta por igualdade, respeito e valorização da mulher”, comenta Maria de Lourdes Pereira Diedrichs (Udi), Presidente do Comdim.
As reuniões do conselho acontecem na primeira quinta-feira de cada mês, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Maiores informações ligar no (42) 3912-7135 ou através do e-mail: comdim.sms@gmail.com.
A Gazeta Informativa realizou uma matéria especial sobre o conselho na edição 187, e a matéria já está disponível em clicando aqui.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Festival de Sopas e Sobremesas será promovido em prol do Grupo Karolinka
Bolsonaro extingue seguro obrigatório para veículos, o DPVAT
3º Arraiá da Feira Livre do Produtor está acontecendo nesse sábado e contará com atrações o dia todo