Geral

O bom e velho guardião da magia do Natal

Subtítulo ou chamada: Conheça a vida do bom velhinho, que alegra crianças e adultos em nosso município. (Foto: Divulgação)

Conheça a vida do bom velhinho, que alegra crianças e adultos em nosso município. (Foto: Divulgação)

Quando dezembro se aproxima, crianças – e adultos também – aguardam ansiosamente pela visita do bom velhinho. E ele nunca falha!

Muito mais do que brinquedos, o Papai Noel traz diversão, magia e esperança. “Uso roupa quente porque venho lá da Lapônia. Eu venho voando e passo toda madrugada sobre a cidade em meu trenó com seis renas, deixo-as longe daqui porque elas não podem ficar na cidade, tem que ficar pastando. Mas, com um sinal meu com esse sininho aqui no cajado, elas escutam e passam aqui”, conta o famoso personagem. “Você brinca com o lúdico da criança”, complementa.

O encontro com as crianças traz sempre emoção e surpresa.

– É você mesmo? – questionam comumente.

– Sim, eu sou o único Papai Noel.

– É verdade! Ele é verdadeiro – exclamam os mais empolgados.

Seja na Casa do Papai Noel, este ano localizada na Casa da Memória, ou em visitas a escolas, levar às crianças a magia do Natal exige dedicação e muita responsabilidade.

A barba é cultivada durante quase o ano todo e é sucesso garantido. “Alguns me perguntam se é de verdade e pedem para puxar a barba”, comenta o velhinho.

Levar alegria às crianças é a motivação para tanta dedicação a este trabalho, repetido anualmente. Ele faz questão de conversar com todas elas, saber o nome e ouvir seus desejos para o Natal.

Além de receber visitas na Casa do Papai Noel e de passar em algumas escolas, outro programa obrigatório para o bom velhinho neste fim de ano é passar algumas horas na APAE de São Mateus do Sul, onde todos também se tornam crianças.

Dentre os pedidos mais sinceros das crianças, alguns são bastante tocantes. Recentemente, em visita à Escola do Lageadinho, uma criança pediu pela cura do pai, acometido de um câncer em estágio já avançado. “Tem horas que a gente se emociona, mas tem que engolir a emoção, manter a postura”, relata.

Por isso, o nosso Papai Noel tem a preocupação em passar mensagens positivas para as crianças, pois acredita que pode contribuir para a formação dessas pessoas. “Teu pai não vai te deixar dinheiro, vai te deixar educação, então você tem que aproveitar. Você estudando, você querendo, pode ser até nosso presidente da república”.

Os presentes de Natal, segundo o Papai Noel, são produzidos em sua própria fábrica de brinquedos, com ajuda dos duendes. No entanto, ele avisa que é preciso se comportar o ano todo, tanto na casa quanto na escola. “Eu não posso trazer o presente, tem que merecer. Vou analisar a cartinha, saber se pode ganhar ou não”.

Entre abraços e pedidos, é comum receber também chupetas e mamadeiras. “Essa chupeta que você está me entregando aqui vai para uma árvore, enfeitada igual a essa de Natal, onde eu guardo todas elas”, garante aos pequenos.

Enquanto o Natal se torna cada vez mais uma data marcada pelo consumismo, nosso bom velhinho contribui para cultivar o espírito natalino. “Tem que haver essa magia. Enquanto houver pessoas que acreditem, vou continuar existindo”.


O Papai Noel recebeu visitantes em sua casa, até às 22 horas de quarta-feira (23). (Foto: Assessoria PMSMS)

A Casa da Memória de São Mateus do Sul teve um anfitrião especial nas últimas semanas. Decorada em vermelho e verde e já no clima de Natal, o ambiente foi adaptado para se tornar a Casa do Papai Noel neste fim de ano na cidade.

O Bom Velhinho chegou em São Mateus do Sul na noite de sexta-feira (04), trazido de carona por um grupo de motoqueiros pelas ruas da cidade. Apesar da chuva, dezenas de famílias acompanharam a chegada do Papai Noel, que foi recebido pela Secretária Municipal de Educação e Cultura, Dinéa Cristina Wiltenburg, com a entrega simbólica da chave da cidade.

A atividade marcou a abertura oficial do Natal de Luz 2015 em São Mateus do Sul. A cidade também ganhou decoração especial desde o final do mês novembro, com luzes em prédios públicos, praças e canteiros da área central. Em frente à Casa da Memória, equipes da prefeitura trabalharam em um presépio feito com materiais recicláveis e naturais.

Larissa Drabeski

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Após 26 anos, São Mateus do Sul terá concurso de prendas de CTG
Governo do Estado decreta toque de recolher em todo o Paraná
1º Moto Samas acontece nos dias 4 e 5