Thaís Siqueira Ramos é diretora e jornalista responsável do jornal Gazeta Informativa.

7 de abril é marcado pela celebração do Dia do Jornalista. A data foi instituída através de uma decisão da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) para homenagear o jornalista e médico Giovanni Battista Libero Badaró, morto por inimigos que julgavam seu enfoque em temas políticos, até então censurados pelo imperador Dom Pedro I. O Jornalismo surgiu como consequência da invenção de Gutenberg, a prensa de tipos móveis, por volta do século XVII. Sua presença e impacto na vida das pessoas continua sendo sentida nos dias atuais.

Você já imaginou como seria a vida sem o jornalismo? A evolução dos meios de comunicação acelerou cada vez mais o processo de propagação da informação. Atualmente, os veículos de imprensa diversificaram sua atuação e podem ser utilizados através das mais variadas plataformas, desde o jornal impresso até às reportagens publicadas em portais on-line. Nós da equipe do jornal Gazeta Informativa nos esforçamos ao máximo para preencher o cotidiano das pessoas através desses diferentes meios, seja na versão impressa, no site e nas redes sociais. Comunicar é a nossa missão!

A comunicação e a linguagem são nossas principais ferramentas. Mas além disso, carregamos conosco diariamente a responsabilidade de oferecer informações confiáveis aos nossos leitores e aos cidadãos do município. A ética pela qual prezamos nos guia na apuração e coleta dessas informações e das situações do cotidiano que são reportadas, sempre com a maior clareza e transparência possíveis. Independentemente de qualquer tipo de julgamento, nosso compromisso é a propagação dos acontecimentos que movem a sociedade e alimentam a vida de todos os indivíduos.

Possuímos alguns princípios essenciais adotados por toda nossa equipe de profissionais colaboradores. Valorizamos a divulgação de fatos que sejam de interesse público, respeitamos o direito à privacidade de todo cidadão e apuramos a veracidade dos dados de maneira atenta. Nosso objetivo é a divulgação de informações que estejam de acordo com a verdade dos fatos e os profissionais que atuam em nossa equipe buscam todos os dias atender esses compromissos éticos perante a população e nossos leitores.

O cotidiano e as histórias do dia-a-dia são nossa principal matéria. É difícil imaginar o mundo sem a troca de informações através das quais os indivíduos movem suas vidas. A equipe da Gazeta está em estado constante de alerta, pois os acontecimentos em sua maioria independem de hora marcada para ocorrer. Nossos colaboradores estão sempre atentos às situações que acontecem em nosso município e na região, seja na redação ou até mesmo em suas residências. Muitas vezes o jornalista abdica de seus períodos de lazer em prol de manter todos informados. É isso que amamos!

Thaís Siqueira Ramos, diretora e jornalista responsável pela Gazeta Informativa, exprime o sentimento que a move dentro desse universo. “Nós trabalhamos arduamente e com muito amor para entregar reportagens e conteúdos bem elaborados aos leitores. Na Gazeta Informativa não tem sensacionalismo, exageros e fake news, pois nosso objetivo é explicar, relatar e contextualizar as coisas, sempre mostrando os dois lados da história”, comenta ela. Os colaboradores do jornal assinam embaixo e se sentem respeitados e valorizados com essa postura. Somos uma equipe unida e comprometida em entregar conteúdos de qualidade e em consonância com a verdade das coisas.

O que seria dos jornalistas sem o convívio e as pessoas? Além de enaltecer o trabalho e o compromisso de todos os profissionais da área do jornalismo em nosso município, não podemos nos esquecer das pessoas que nos acompanham no exercício de nossas funções. A equipe da Gazeta Informativa agradece a todos os leitores, assinantes e parceiros. Sem vocês não faria sentido todo esse amor através do qual conduzimos nosso trabalho. As pessoas e suas histórias são nossas fontes principais e caminham lado a lado de todo jornalista. Agradecemos também o apoio de nossa equipe de colaboradores que carrega consigo o compromisso com a nobre missão representada pelo jornalismo!

Qual o símbolo do Jornalismo?

Assim como as áreas da Medicina, Pedagogia, Direito, entre outras, têm os seus respectivos símbolos que representam o campo de atuação e o profissional, estudantes e jornalistas também são representados pelo símbolo do Jornalismo.

O símbolo do Jornalismo é a folha de papel, a pena e o termo “LEX” – que em Latim significa “lei”. A pena representa no símbolo a escrita, já que era o objeto utilizado para escrever manualmente muito antes da invenção da imprensa. O termo “lei” escrito em latim (LEX) representa o compromisso com a verdade que deve ser passada em forma de notícia através da análise dos fatos.

Raposa e Foca são símbolo do Jornalismo?

Em alguns locais é possível encontrar a imagem de uma raposa para representar o Jornalismo. No entanto, o animal não é, de fato, um símbolo da profissão. A imagem da raposa é associada à atividade jornalística pelo fato dela ser um ícone de esperteza e astúcia, além de ter a visão, a audição e o olfato bem apurados. Portanto esses sentidos são uma espécie de analogia à capacidade do jornalista de “caçar” a informação para veicular a notícia da melhor maneira possível.

Já a foca não tem qualquer relação de representatividade do Jornalismo. O termo “foca” é utilizado para jornalistas recém-formados ou em formação que estão dando início à atividade jornalística. O termo para se referir aos jornalistas novatos é utilizado apenas no Brasil, uma vez que em países que utilizam a língua inglesa, por exemplo, esse profissional sem muita experiência é chamado de “cub reporter” ou apenas “cub” (filhote em português).

CHARGE

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Baile elege Rainha e Princesas da Imigração Polonesa
O poder da informação através do repórter
Por onde andam os Irmãos Nhanhowski?