Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

O dom da cura por orações

Sirlene Chaves de Souza mora em São Mateus do Sul há 26 anos, e atende todos os dias pessoas com diversas enfermidades e problemas pessoais. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

A saúde afetada também prejudica muitos pontos de nossa vida, e desse modo, algumas pessoas quando passam por problemas de saúde, optam pelo tratamento caseiro por orações e benzimentos. Seguindo esta mesma linha de cura por pensamentos positivos e orações, Sirlene Chaves de Souza traz consigo uma longa jornada de aprendizado e cura pelas suas mãos, realizando benzimentos e biomagnetismo holístico.

Entendendo seu dom desde criança, Sirlene conta que sempre foi muito ligada em orações desde muito jovem, e percebeu o seu poder de cura através de oração realizada em uma perna ferida. “Lembro que estava lavando roupa em um olho d’água do monge João Maria, quando veio uma mulher com a perna ferida e resolvi fazer uma oração para ajudá-la, no outro dia, a perna dela já estava bem recuperada”, conta.

Natural de Rio Azul – Paraná, Sirlene está em São Mateus do Sul há 26 anos, nos quais, ela reforça que buscou parar os benzimentos por inúmeras vezes, mas sempre houve algo mais forte que não a deixou desistir.

O ato do benzimento é bastante antigo, e aqui no Brasil tomou grandes proporções com a vinda dos imigrantes, que trouxeram consigo a fé e rituais ligados à cultura. Benzer uma pessoa significa rezar por ela, afastando através da cura e libertação todos os males que estejam prejudicando sua vida.

Muitas pessoas mantem uma vida tranquila através de sua espiritualidade fortificada, e dessa maneira, com santos espalhados em sua pequena sala de benzimentos, Sirlene traz orações, pedidos e tratamentos específicos para muitos problemas de saúde. Apontando para alguns dos santos expostos, a benzedeira afirma que cada imagem e objeto de sua sala foi presente de pessoas que sentiram o poder da oração mudar a sua vida.

“Nossa Senhora do Bom Parto eu uso em oração para mulheres que estão grávidas; São Bento é para afastar todos os problemas ruins do caminho; Santo Expedito ajuda nos negócios; e Nossa Senhora dos Nós é intercessora para retirar todos os nós de nossa vida”, Sirlene comenta apontando para cada imagem espalhada em sua sala.

“Eu sinto algo muito forte quando estou realizando minhas orações, algumas pessoas vêm com dores e eu sinto elas em mim. Recebo também muito pedido de cura para pessoas hospitalizadas e com problemas graves que não conseguem vir até mim”, diz.

Instigada sobre histórias que marcaram sua trajetória no caminho da cura, a benzedeira lembra que conseguiu manter a saúde de suas netas que nasceram prematuras. Acompanhando o ritmo da avó, Sirlene conta orgulhosa que sua neta mais nova também traz consigo o dom da cura, que ao que tudo indica, está sendo repassado de geração para geração.

Curando machucaduras, sustos, bichas, “ar” no umbigo, e diversas enfermidades, Sirlene destaca que hoje pratica cura pelas mãos, pés, através da cera derretida e pelas pedras do biomagnetismo holístico que é uma disciplina terapêutica que tem como objetivo o equilíbrio bioenergético alterado por vírus e bactérias.

“Hoje existe muitas pessoas que praticam o mal, e precisamos ser firmes na oração para não deixar que esse mal tome conta. Quanto mais pessoas eu curo, mais bem eu fico”, encerra.

A casa da Sirlene está localizada na Rua Carlos Miecznikowski, n°2389, Vila Boaski.

CHARGE:

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: