Histórias de Terra e Céu

O final de uma bela viagem

Amigo leitor, esta é a minha última coluna nesta bela caminhada que a Gazeta Informativa me proporcionou fazer ao seu lado, viajando pela história de São Mateus do Sul. Só me resta agradecer a cada pessoa que topou “embarcar comigo nestas histórias”.

Lembro bem que há mais de dois anos recebi o convite da amiga Thaís para ocupar um espaço neste jornal que iniciava as suas atividades. No meu primeiro ano por aqui, abordei exclusivamente astronomia, levando os leitores a olharem para o céu e explicando sobre as constelações e os planetas, alertando sobre chuvas de meteoros e outros eventos celestes.

Mas em paralelo ao trabalho com astronomia, eu vivia a grande paixão pela história de São Mateus, que me fez escrever músicas, peças teatrais, roteiros para vídeo e dois livros. Por isso, há pouco mais de um ano, mudamos o foco desta coluna, passando a trazer para estas linhas, não apenas as histórias do céu, mas principalmente as “histórias da terra”: da nossa terra e da nossa gente. Por isso o nome “Histórias de Terra e Céu”.

Foram cerca de uma centena de bate-papos onde falamos de imigração, Revolução Federalista, xisto, erva mate, navegação etc…Tive a oportunidade de entrevistar pessoas maravilhosas, geralmente senhores e senhoras já idosos, que abriram as portas de suas casas e me mostraram suas relíquias, revirando o “baú da memória” e revelando o passado de São Mateus.

Agradeço a cada pessoa que me ajudou ao longo desta viagem de resgate histórico. Agradeço também aos tantos leitores que comentavam meus textos, seja nas ruas ou nas redes sociais. Agradeço aos tantos convites que recebi para palestrar em escolas e entidades da cidade. E agradeço principalmente à direção e à equipe da Gazeta Informativa, que me confiaram este espaço e cercaram ele de carinhos.

Desembarco desta viagem por questões pessoais, mas tenho certeza de que ainda há muito a ser pesquisado e contado sobre a bela história de São Mateus. E fico muito feliz ao ver tanta gente dedicada a este resgate atualmente. Espero ter ajudado a criar este interesse, disseminando o amor que sempre terei por esta terra.

Bom, nos vemos por aí. Até algum dia e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza atua de forma amadora como astrônomo e historiador. É sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico de São Mateus do Sul. Autor dos livros A Estrela de Jacó e O Imortal Coronel Bodziak, que resgatam a história da imigração polonesa em nosso município, e redator do projeto Dois Minutos de História.

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prohmann e o primeiro carro em São Mateus do Sul
O Nazismo e a Matriz – Parte I
O Gênio de Gdansk e suas provas de fogo

Os comentários estão fechados