Histórias de Terra e Céu

O Mês dos Eclipses

Para quem gosta de astronomia, um eclipse é sempre um momento mágico. Mas os eclipses são eventos raros, e muitas vezes acabam não sendo visíveis na nossa região, ou acabam ocorrendo em um dia de semana (o que complica, para quem trabalha, visualizar eclipses do sol). Mas se eu lhe dissesse que teremos dois eclipses no mesmo mês, e caindo em finais de semana? Embarque comigo nesta história!

O eclipse lunar é aquele evento em que a sombra da Terra oculta a lua. Já no eclipse solar, é a lua que passa entre a Terra e o Sol, ocultando o astro-rei. O eclipse lunar sempre ocorre na lua cheia, ao contrário do solar, que é menos comum, e ocorre na lua nova. A dança do nosso planeta, acompanhado pela lua, em volta do Sol, nos dará um eclipse lunar no segundo final de semana de fevereiro e um eclipse solar no final do mês.

A festa começará na noite do dia 11, quando a lua será encoberta pela penumbra da Terra. Nosso satélite irá nascer no Leste já em processo de escurecimento, voltando a retomar totalmente seu brilho próximo à meia noite. O eclipse será visível nas Américas, e é possível observá-lo a olho nu, ou mesmo com binóculos e telescópios, sem maiores preocupações.

Mas certamente o momento mais esperado ocorrerá no domingo, dia 26 de fevereiro. O último eclipse do Sol visível no sul do Brasil ocorreu há sete anos, mas lembro que o céu de São Mateus estava nublado e dificultou a visualização. No eclipse deste ano, a sombra da lua começará a ocultar o Sol às 09h54min. O ponto máximo ocorrerá às 11h20min, quando a lua estará no centro do Sol, deixando um anel solar exposto (como a lua não cobrirá totalmente o Sol, este será um eclipse anular). O eclipse se encerrará às 12h50min.

Diferente do eclipse lunar, no caso do solar é preciso ter muitos cuidados na observação. Não se deve olhar diretamente para o Sol, nem tentar observar sem filtros apropriados. As tradicionais lâminas de raio-X também não são recomendadas (confesso que eu mesmo já usei várias vezes!!!). A maneira mais segura de observar é através do método da projeção. Você deve cobrir um espelho com um papel preto, fazendo um pequeno furo circular no centro do papel. Faça a imagem do Sol ser refletida em uma parede branca (ou papel), e assim você verá o eclipse com segurança. Se você tem uma luneta ou telescópio, também não olhe diretamente para o Sol. Faça a imagem que sai da ocular ser projetada também e o espetáculo será bonito.

E se você quiser muito observar, mas ainda tiver dúvidas, apareça lá na Vargem Grande. Eu estarei com telescópio montado, com filtros apropriados, curtindo este raro espetáculo e esperando os amigos!

Até a próxima semana e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza
Últimos posts por Gerson Cesar Souza (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O pontapé inicial do futebol em São Mateus do Sul
Ponta Grossa: onde as estrelas se encontram!
Obrigado por compartilhar conosco esta viagem no tempo!