Olá amigos leitores! Na última semana comentei que iríamos alternar nossos bate-papos entre história e poesia, e que publicaríamos aqui as contribuições de moradores de São Mateus do Sul que se arriscam na arte da poesia. Pois bem, hoje é dia de embarcarmos num passeio poético e conhecermos a ginga da “Morena Brejeira”.

São Mateus tem um belo histórico poético e, sem dúvida, nosso poeta maior foi Arnoldo Prohmann. O autor do hino da cidade era um mestre das rimas, mas também um gênio do ritmo. O ritmo na poesia é dado pela repetição da métrica, ou seja, quando a marcação tônica fica nas mesmas sílabas poéticas. Por exemplo, quando Prohmann nos apresenta a sua “Cabocla bonita” na poesia sobre o chimarrão, ele marca o ritmo da poesia colocando as sílabas tônicas na segunda, na quinta, na oitava e na décima primeira sílabas poéticas de cada verso (as sílabas poéticas são um pouco diferentes das sílabas normais). Como exemplo, veja dois versos desta poesia: “Não CREio que SEja soMENte o praZER / o MAte gosTOso da CUia sorVER”.

Mas é maravilhoso quando achamos este mesmo ritmo nos versos de quem escreve despretensiosamente. Denize Stefaniak é uma são-mateuense que seguidamente brinda seus amigos do Facebook com belos versos. Eu fico realmente encantado com as obras desta moça, que trilha a poesia livre ou a poesia rimada com a mesma qualidade. Por isso resolvi trazer aqui uma de suas obras. Se nosso Arnoldo Prohmann tinha a “Cabocla Bonita”, trago para vocês o ritmo da “Morena brejeira”, da Denize Stefaniak:

Morena brejeira
Na vida encrenqueira
De olhar sedutor
Sua pele morena
Minha bela pequena
Um convite pro amor
És moça faceira
E queira ou não queira
Está a me enlouquecer
Mulher feiticeira
Me lança cegueira
E amarra meu ser
Em meu pensamento
A todo momento
Desperta prazer
Eu vou te buscar
Menina faceira
Prometo te amar
Morena brejeira
Enquanto eu viver

Hoje ficamos por aqui! Se você escreve poesias ou tem relatos interessantes sobre a nossa história, mande para o meu e-mail, para que possamos compartilhar com os demais leitores.

Até a próxima semana e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza
Últimos posts por Gerson Cesar Souza (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A Métrica de Lucas Faria
A primeira rocha de xisto extraída pela Petrobras em São Mateus do Sul
A sessão da Câmara de Vereadores que teve três Presidentes