Cidade

O sonho de um novo hospital para São Mateus do Sul dá importante passo para sua concretização

Fotos: Alexandre Müller/Gazeta Informativa

Na tarde da terça-feira (18/07), foi realizada uma cerimônia oficial da entrega do repasse do valor de R$ 263 mil por parte da Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul ao Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes (HMDPF). A solenidade aconteceu no Centro Municipal da Juventude (CEJU) e o repasse foi destinado para que a entidade possa contratar uma empresa especializada, a fim de realizar projeto arquitetônico, estrutural e de engenharia, entre outros, necessários para a construção de novas instalações para o hospital.

O hospital já possui o terreno para a construção, que fica a cerca de 1 km antes do trevo da Incepa, na BR 476. Um terreno plano, com área imobiliária de implantação de 50 mil m², onde será construído em um único pavimento, com área estimada de 2.800 m² e possibilidade de ampliação futura.

“São recursos próprios do município, não é verba do governo do Estado ou federal, é uma economia que fizemos e entendemos que é importante o hospital contratar um projeto completo para poder se habilitar aos recursos, tanto do governo do estado, quanto federal”, enfatiza o prefeito Luiz Adyr Gonçalves Pereira (PSDB).

Autoridades e cidadãos são-mateuenses participam de importante cerimônia de entrega, garantindo dessa forma, a visibilidade, garantia e respaldo do repasse.

O prefeito Luiz Adyr destacou, para o auditório lotado, que a existência dos projetos é item prioritário para a busca de recursos, considerando a formalização do Termo de Fomento (que representa o instrumento por meio do qual são formalizadas as parcerias estabelecidas pela administração pública com as Organizações da Sociedade Civil – OSC, para a consecução de finalidades de interesse público e recíproco propostas pelas OSC, que envolvam a transferência de recursos financeiros) nº 004/2017, o passo inicial na concretização de tão importante benefício à população são-mateuense. Disse, também, que vem tratando há algum tempo, junto ao governo do estado, da ideia do novo hospital, angariando o apoio do deputado Traiano.

A equipe da prefeitura municipal se empenhou bravamente para encontrar a via legal para que este repasse pudesse ser sucedido por parte da administração municipal e ao longo das últimas semanas o setor jurídico analisou e chegou a solução. Ainda de acordo com o prefeito municipal, a atual administração esteve junto dos poderes executivo e legislativo estadual a fim de encontrar uma solução para a construção de um novo hospital, para tanto, devido a entidade ser filantrópica, inviabilizaria a intervenção, “já conversamos anteriormente com o Deputado Estadual e atual presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) Ademar Traiano e com o secretário de saúde do estado do Paraná Michele Caputo Neto e temos a expectativa de uma futura liberação de recursos para a construção de uma nova unidade hospitalar em São Mateus do Sul”, comenta Luiz Adyr.

Vários membros da sociedade são-mateuense estiveram presente na cerimônia e puderam presenciar a assinatura do contrato do repasse pelos membros voluntários da diretoria do HMDPF. Também esteve presente na reunião, o Deputado Estadual Ademar Traiano, que garantiu sua colaboração em prol a construção de um novo hospital em São Mateus do Sul, porém destacou a vital importância da elaboração do projeto e eventual entrega em suas mãos o mais rápido possível, “estou balizado de um compromisso firmado pelo nosso secretário de saúde, depois de uma audiência que promovemos no início deste ano com o prefeito e algumas lideranças da cidade, onde fizemos um relato de tudo que está ocorrendo, as condições do hospital, e a partir dessa conversa o secretário em nome do governador Beto Richa, criou a possibilidade de podermos viabilizar recursos para uma nova estrutura do hospital.”

A visita de Traiano serviu para comprovar a união de esforços para que o novo hospital deixe de ser um sonho para se tornar realidade, com o próprio presidente da Assembleia Legislativa garantindo, não apenas a existência de recursos, mas, a vinda desses recursos para São Mateus do Sul e região.
A diretoria do hospital, representada pelo seu presidente Jucimar Nizer, assegurou que as providências para a execução dos projetos estão adiantadas, que já possui, na diretoria, uma equipe cuidando da idealização do novo hospital e que o escritório responsável pela elaboração dos projetos é especializado em obras de saúde, com diversos trabalhos já realizados.

Traiano enfatiza a importância deste projeto ser desenvolvido o mais rápido possível para que o governo do Estado possa viabilizar os recursos, “isso é possível acontecer se tivermos um projeto pronto e dentro dos padrões que a secretaria de saúde exige, porque a exigência é muito severa para uma obra dessa natureza, e o tempo corre atrás da gente. Se tivermos esse projeto com a maior brevidade, nós vamos viabilizar os primeiros recursos, pois não é possível garantir o valor integral de uma obra dessas.”

O deputado afirma que este compromisso está assumindo em nome do governo e reafirma o compromisso que assumiu com o prefeito Luiz Adyr. “Uma vez o projeto entregue dentro dos padrões de exigência da Secretaria Estadual de Saúde, nós vamos buscar aquilo que for necessário, mas o tempo corre atrás de nós, temos um ano eleitoral no ano que vem e é possível repassar recursos apenas até o final do mês de março e dentro deste tempo já tem de haver ‘a medida feita e a fatura paga’. Agora depende da população e da diretoria do hospital”, comenta.

Atualmente a prefeitura repassa cerca de R$ 200 mil mensalmente para o HMDPF através da contratação de serviços como: realização de exames de raio x e transferências de pacientes a outros hospitais, serviços prestados pela entidade e que visam suprir as demandas do município. Este repasse mensal respeita a lei nº 13.019/2014 que prevê a realização de convênios, contratos e repasses a instituições filantrópicas, Luiz Adyr destaca. “É importante ressaltar que fazemos este repasse, todo mês para a contratação de serviços, hoje de acordo com a nova lei de repasses para instituições filantrópicas você não pode fazer o convênio de subvenção, somente através de contratação de serviços. No momento que o hospital puder vender mais serviços ao município, podemos aumentar este valor”, conclui Luiz Adyr.

Esclarecimento

O prefeito municipal aproveita o momento e esclarece que a verba liberada pelo governo do estado e já destinada para a construção da nova prefeitura de São Mateus do Sul é oriunda do Banco Mundial e não pode ser utilizada para este tipo de contratação ou construção, “a primeira coisa que fiz foi verificar se este recurso poderia ser utilizado para repasse ao hospital ou a construção de uma nova unidade hospitalar e fui questionado se o hospital era uma entidade municipal ou se o terreno era do município.” Na página 12, você confere uma reportagem especial sobre este assunto. Acompanhe!

Redação

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Greve dos petroleiros é suspensa após aumento de multa
Alistamento militar obrigatório deve ser feito diretamente pela internet
Moradores questionam a demora da construção da Rua Coberta